Coimbra  5 de Março de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Clara Cruz Santos é a cabeça-de-lista do Livre pelo círculo de Coimbra

20 de Janeiro 2024 Jornal Campeão: Clara Cruz Santos é a cabeça-de-lista do Livre pelo círculo de Coimbra

A assistente social e professora na Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação da Universidade de Coimbra Clara Cruz Santos vai encabeçar a lista do Livre pelo círculo eleitoral de Coimbra, nas próximas eleições legislativas.

“Decidi candidatar-me para defender um caminho positivo, de progresso e de futuro”, destacou a docente, de 53 anos, que nasceu e vive em Coimbra.

A apresentação da lista candidata do Livre ao círculo eleitoral de Coimbra, nas próximas eleições legislativas, decorreu este sábado na Casa Municipal da Cultura, em Coimbra, contando com a presença do líder do partido, Rui Tavares.

Nesta ocasião, Clara Cruz Santos referiu aos presentes que se atravessa “um momento de grande polarização”, estando “o mundo dividido entre dois grandes pólos”: o das pessoas de bem, a quem chamou cidadãos de primeira; e o das pessoas de menos bem (cidadãos de segunda).

“A primeira polarização que me preocupa é a do território, quer em termos nacionais, quer em termos de Coimbra. O direito à cidade entre aqueles que conseguem viver no centro e os que são remetidos para a periferia, não por vontade própria, mas por causa dos preços exorbitantes da habitação e de haver negócios perversos por parte dos senhorios”, concretizou.

Ao longo da sua intervenção indicou ainda outras polarizações, entre as quais em relação ao direito de ter acesso a trabalho e digno, bem como em relação ao acesso à saúde.

Já o líder do Livre aproveitou para destacar o trabalho académico da candidata, bem como no campo da investigação científica e na área social.

“Precisamos muito da Clara Cruz Santos na Assembleia da República, tal como precisamos muito de Coimbra. A partir de Coimbra pode dar-se um sinal, num momento tão decisivo para a política nacional, de que há alternativas”, apontou.

No entender de Rui Tavares, existem alternativas de liberdade e de direitos humanos. “São alternativas de esquerda e de justiça social, de ecologia e desenvolvimento, ancoradas num projeto europeu que seja solidário e fraterno”, referiu.

Para além de Clara Cruz Santos integram a lista do Livre pelo círculo eleitoral de Coimbra Bruno Pedrosa, Pedro Cravinho Serra, Helena Pereira, Pedro Moura, Ana Jaleco, José Gomes Duarte, Joana Almeida e Miguel Santos.

O número dois da lista, Bruno Pedrosa, aproveitou a ocasião para apontar a necessidade de se aumentarem os salários para evitar a emigração dos jovens, apostando-se na economia do conhecimento, que alia a economia à ecologia e aproxima as academias das empresas.

“O investimento em inovação e desenvolvimento deve ser prioridade estratégica”, sustentou o candidato de 31 anos, defendendo ainda que é preciso dar vida nova aos edifícios antigos e pensar-se um modelo fiscal para a habitação.

Portugal vai ter eleições legislativas antecipadas a 10 de Março, marcadas pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na sequência da demissão do primeiro-ministro, António Costa, em 7 de Novembro, alvo de uma investigação do Ministério Público no Supremo Tribunal de Justiça.