Coimbra  23 de Maio de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CIM de Coimbra: Saída de João Ataíde implica novas eleições

9 de Abril 2019

A saída de João Ataíde para secretário de Estado do Ambiente vai implicar a realização de eleições para a Direcção da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, disse hoje à agência Lusa fonte da entidade.

Além de líder da Câmara Municipal da Figueira da Foz, João Ataíde das Neves era, desde 2014, presidente do Conselho Intermunicipal da CIM – Região de Coimbra, que agrega 19 municípios.

De acordo com a legislação e com os próprios estatutos da Comunidade, a saída do presidente do Conselho Intermunicipal implica a realização de novas eleições, não só para o lugar de presidente, mas também dos dois vice-presidentes.

Actualmente estes lugares são ocupados por José Carlos Alexandrino e por José Brito, presidentes das câmaras de Oliveira do Hospital e de Pampilhosa da Serra, respectivamente.

Enquanto não se realizar a nova eleição, a presidência da CIM será desempenhada, interinamente, pelo primeiro vice-presidente do Conselho Intermunicipal, que é José Carlos Alexandrino, disse à agência Lusa o secretário executivo intermunicipal, Jorge Brito.

As eleições deverão ser agendadas pelo próprio Conselho Intermunicipal, que é composto por todos os presidentes das câmaras que integram a Comunidade.

A próxima reunião ordinária do Conselho Intermunicipal da Região de Coimbra está prevista para 02 de Maio, adiantou a mesma fonte.

Constituída em Setembro de 2013, a CIM Região de Coimbra é formada pelos 17 municípios do distrito de Coimbra (Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares) e pelos concelhos da Mealhada (Aveiro) e de Mortágua (Viseu).

João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz desde 2009, vai ser empossado secretário de Estado do Ambiente, quinta-feira, substituindo no cargo Carlos Martins, que pediu a demissão, na semana passada, depois ter sido noticiado que nomeou o primo Armindo Alves para adjunto do gabinete.

Carlos Monteiro, até agora segundo no executivo camarário da Figueira da Foz, assume a liderança do Município.