Coimbra  5 de Junho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CHUC tem mais 100 profissionais de saúde em isolamento

17 de Março 2020 Jornal Campeão: CHUC tem mais 100 profissionais de saúde em isolamento

O presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM), Carlos Cortes, apelou, hoje, aos hospitais públicos e privados e unidades de saúde para protegerem os seus profissionais neste combate à pandemia de Covid- 19.

Em declarações à agência Lusa, Carlos Cortes disse que é “muito grave” o que está acontecer, com os profissionais de saúde desprotegidos por falta de máscaras, equipamento de protecção individual ou soluções alcoólicas.

“Não é aceitável, mas compreendemos a falta de material. Por isso, têm de ser revistos todos os procedimentos e planos de contingência elaborados, que não tinham em conta a carência de material, para que os profissionais de saúde, que estão na linha da frente, possam estar protegidos” – sublinhou.

Segundo Carlos Cortes, a SRCOM tem informação de que no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) há mais 100 profissionais de saúde em isolamento, “bem como casos em todos os hospitais da região, porque tiveram contacto com doentes infectados com o vírus sem estarem protegidos”.

Para este responsável, “está-se a dizimar as tropas que estão na linha da frente, o que pode ter um impacto muito negativo sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

“As pessoas estão a ser empurradas para a frente de combate sem protecção, o que não é admissível e estrategicamente é um erro gravíssimo que poderemos vir a pagar nas próximas semanas”, frisou.

O presidente da SRCOM insiste que é “imperioso que todos os procedimentos que foram definidos há relativamente pouco tempo sejam revistos devido a esta carência que existe de material”.

“São necessários procedimentos alternativos para que os profissionais estejam protegidos. Se não tivermos este cuidado, não vamos ter ninguém na frente de combate” – alerta Carlos Cortes.

O presidente do Conselho Directivo da Secção Regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros (SRCentro) partilha das mesmas preocupações perante a pandemia do novo coronavírus, considerando que os enfermeiros “não podem, em circunstância alguma, prestar cuidados de saúde sem o respectivo equipamento de protecção individual”.

“Os enfermeiros não podem, não devem, em circunstância alguma, prestar cuidados a doentes com patologia respiratória, doentes suspeitos e doentes com teste positivo, sem o respectivo equipamento de protecção individual”, defendeu Ricardo Correia de Matos.

O responsável adverte que não se pode cometer “os mesmos erros de outros países”. “Os profissionais têm de estar protegidos para poderem cuidar”, sublinhou.