Coimbra  27 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CHUC realiza segundo alotransplante osteocartilagíneo maciço fresco

20 de Novembro 2020 Jornal Campeão: CHUC realiza segundo alotransplante osteocartilagíneo maciço fresco

O Serviço de Ortopedia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou, ontem (19), o segundo caso de alotransplante osteocartilagíneo maciço fresco, sendo que o primeiro procedimento decorreu há sensivelmente quatro meses.

Ambas as cirurgias foram lideradas pelo médico João Pedro Oliveira, em conjunto com os restantes especialistas dedicados à patologia do joelho – Carlos Alegre e Pedro Marques -, uma equipa coordenada por Fernando Fonseca (director do Serviço de Ortopedia) e apoiada por uma equipa de enfermeiros de bloco operatório, especialmente preparada.

O director da Ortopedia do CHUC referiu: “não sendo um procedimento inédito no mundo, em Portugal, tanto quanto é do nosso conhecimento, fomos o primeiro hospital público a oferecer este tipo de solução cirúrgica, o que em muito contribuiu o facto de possuirmos um Banco de Tecidos Ósseos, salientando, deste modo, a sua importância estratégica ao nível da potenciação da oferta cirúrgica a nível regional e nacional.”

O médico sublinhou que “apesar do contexto pandémico, o Serviço de Ortopedia do CHUC tem mantido a sua actividade assistencial regular, não descurando a realização de cirurgias diferenciadas e complexas.”

O Banco de Tecidos Ósseos, coordenado por Fernando Judas, com a colaboração de Alexandrina Mendes (Faculdade de Farmácia) e Celeste Francisco (CHUC) “desenvolveu a capacidade de tratamento e processamento de enxertos osteocartilagíneos frescos, possibilitando a realização da sua implantação em doentes, aumentando, deste modo, a viabilidade celular dos mesmos e com isto a capacidade de êxito cirúrgico e de longevidade do procedimento”, nota o CHUC.

“Tendo em conta esta capacidade recentemente potenciada e o surgir de casos desafiantes como o de doentes jovens com quadro clínico de perda de cartilagem e osso a nível do joelho, o que originaria o desenvolvimento de uma artrose e uma incapacidade funcional precoces, o Serviço de Ortopedia do CHUC passou a oferecer mais esta possibilidade terapêutica”, conclui.