Coimbra  28 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CHUC inicia tratamentos de Radioterapia com novo acelerador linear

23 de Agosto 2021 Jornal Campeão: CHUC inicia tratamentos de Radioterapia com novo acelerador linear

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) iniciou esta segunda-feira, dia 23, as sessões de tratamento com o primeiro de dois novos aceleradores lineares adquiridos para o Serviço de Radioterapia.

Num investimento total de cerca de sete milhões de euros nos dois equipamentos, o CHUC dá continuidade ao projecto de remodelação e modernização do Serviço de Radioterapia, permitindo, com estes dois novos aceleradores, o acesso a tratamentos através das técnicas actualmente recomendadas, nomeadamente imagem guiada (IGRT), intensidade modulada (IMRT), arcoterapia com intensidade modulada (VMAT) e técnicas de sincronização com base no ciclo respiratório do doente, potenciando a capacidade destes tratamentos com uma diminuição dos seus efeitos secundários para o utente.

Com este investimento, o Serviço de Radioterapia do CHUC vê solidificado o seu posicionamento na prestação de cuidados de radioterapia da região centro, reforçando a capacidade assistencial do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O Serviço de Radioterapia do CHUC trata diariamente cerca de uma centena de doentes, provenientes de toda a região centro, sendo assim responsável pelo tratamento de quase metade dos doentes oncológicos sujeitos a radioterapia nesta região.

Fruto da maior sensibilidade da população para a doença oncológica e da melhoria gradual das estratégias de diagnóstico e tratamento, o número de doentes oncológicos tratados no CHUC tem vindo a aumentar ao longo dos anos.

Para além da actividade assistencial, o serviço de Radioterapia do CHUC é também referência na formação e treino médico na especialidade de Radioncologia e formação pré-graduada de médicos, técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e enfermeiros.

Os novos equipamentos proporcionarão igualmente maior diferenciação na formação destes profissionais, com a aquisição de competências superiores e impacto no tratamento do doente oncológico, imediato e futuro.

De referir que o segundo acelerador linear irá ser instalado no último trimestre deste ano, entrando em funcionamento no primeiro trimestre de 2022.