Coimbra  9 de Julho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cerca de 3,50 mil milhões de pessoas têm tanto quanto oito bilionários

16 de Janeiro 2017

A Oxfam, Confederação Internacional Contra a Pobreza, divulgou, hoje, um relatório em que dá conta da existência de oito bilionários cuja riqueza corresponde ao património de 3,50 mil milhões de pessoas (a metade mais pobre da população mundial).

Além do antigo patrão da Microsoft, constam da lista, por exemplo, Amancio Ortega (fundador da Inditex), Warren Buffett (maior accionista da Berkshire Hathaway), Carlos Slim (proprietário do grupo Carso), Jeff Bezos (Amazon), Mark Zuckerberg (Facebook), Larry Ellison (Oracle) e Michael Bloomberg (proprietário de uma agência de informação económica e financeira).

O relatório, intitulado “Uma economia para 99 por cento”, adverte que “a brecha entre ricos e pobres é muito maior do que se temia”.

Segundo a directora executiva da Oxfam, Winnie Byanyima, “a imensa riqueza pertencente a uns poucos resulta obscena quando uma em cada 10 pessoas no mundo (700 000 000) sobrevivem com menos de dois dólares (1,88 euros) por dia”.

Winnie Byanyima salientou, em comunicado, que sete em cada 10 pessoas vivem num país onde a desigualdade aumentou, nos últimos 30 anos. A Oxfam pede aos governos para que aumentem os impostos sobre as grandes fortunas, garantam salário digno aos trabalhadores e travem a evasão fiscal.

Para Mark Goldring, chefe executivo da Oxfam, a desigualdade, além de manter milhões de pessoas presas na pobreza, está a fracturar as sociedades e a “envenenar a política”.

O relatório foi divulgado na véspera de mais uma edição do Fórum Económico Mundial de Davos (Suíça), evento que reúne líderes mundiais de 17 a 20 de Janeiro.