Coimbra  5 de Agosto de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centros da Cáritas de Coimbra com literacia digital para pessoas mais velhas

8 de Julho 2021 Jornal Campeão: Centros da Cáritas de Coimbra com literacia digital para pessoas mais velhas

A Cáritas de Coimbra tem desenvolvido uma grande aposta na literacia digital dos cidadãos, que se tem traduzido em grandes resultados.

A instituição conta com a existência de um Departamento de Inovação que tem, nos últimos dez anos, trazido serviços e conhecimento diferenciado para as respostas sociais da instituição, para os colaboradores e para os seus utentes.

Em muitos dos Centros de Dia, Estruturas Residenciais ou até mesmo no Serviço de Apoio Domiciliário, é já possível ver utentes familiarizados com as novas tecnologias e que as manuseiam de forma autónoma ou com pequenas ajudas.

Durante o último mês (Junho) e agora Julho têm sido realizadas sessões sobre literacia digital nos Centros da Cáritas de Coimbra frequentados por pessoas mais velhas.

No dia seis de Junho foi a vez do Centro Social S. Pedro, no Ingote, receber a visita da equipa do Departamento de Inovação, acompanhada por uma voluntária. Esta equipa dinamizou uma sessão para promover o envelhecimento ativo com recurso a novas tecnologias, neste caso tablets. Estas sessões acontecem no âmbito do projecto DAPAS, que consiste numa solução inovadora assente nas necessidades das pessoas mais velhas e pretende melhorar a sua qualidade de vida, através de ferramentas de comunicação, jogos sérios, agenda de compromissos e toma de medicamentos.

No final de casa sessão, os participantes podem usar livremente os tablets, sendo os jogos cognitivos os preferidos da maioria dos participantes. Estas iniciativas despertam também a curiosidade dos adultos mais velhos que perguntam onde podem ver as suas receitas preferidas, onde podem ler notícias e que aplicações devem usar para falar com os familiares. Apesar de, segundo a equipa do Departamento de Inovação, ter havido alguma resistência inicial à aceitação das novas tecnologias, os utentes afirmam que já não querem “voltar a ficar sem um tablet” e que gostavam de “usar os tablets com mais facilidade ainda”.

O objectivo será expandir esta iniciativa a todas as estruturas da Cáritas de Coimbra de apoio a pessoas mais velhas, contando já com mais sessões marcadas.

O Projecto DAPAS é cofinanciado pelo Programa Europeu AAL (Active Assisted Living – ICT for Ageing, 2017) e, no caso português, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.”