Coimbra  23 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centro2030 destina 240 milhões a investimentos regionais de proximidade

11 de Abril 2024 Jornal Campeão: Centro2030 destina 240 milhões a investimentos regionais de proximidade

O Programa Regional do Centro abriu 14 avisos de concurso, com dotação de 240 milhões de euros (ME) de fundos europeus, para apoiar investimentos de proximidade com os cidadãos, anunciou hoje a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional.

“A publicação de um número tão significativo de avisos de concurso destinados ao investimento de proximidade significa que o Centro2030 está em velocidade de cruzeiro”, considera a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro, Isabel Damasceno.

Segundo comunicado enviado à agência Lusa, estes apoios têm como finalidade apoiar investimentos nas áreas da valorização do património cultural, infra-estruturas do ensino básico, infra-estruturas do pré-escolar e áreas de acolhimento empresarial de base não tecnológica.

Visa ainda financiar investimentos relacionados com a mobilidade activa (pedonal e ciclável), reabilitação e regeneração urbanas, promoção do sucesso escolar e refuncionalização de equipamentos colectivos e qualificação de espaços públicos.

“A Autoridade de Gestão do Centro2030 acredita na capacidade de governação sub-regional e local, no processo de descentralização em curso, e que os fundos europeus têm uma aplicação mais eficiente se forem entregues a uma escala territorial mais próxima dos cidadãos”, destaca ainda Isabel Damasceno.

Alinhado com as prioridades da União Europeia, o Programa Centro 2030 estrutura-se em cinco objectivos estratégicos: Centro mais competitivo e inteligente, Centro mais verde, Centro mais conectado, Centro mais social e inclusivo e Centro territorialmente mais coeso e próximo dos cidadãos.

Além do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e do Fundo Social Europeu (FSE), o programa Centro 2030 inclui o Fundo para a Transição Justa, destinado a mitigar os impactos socioeconómicos da transição para a neutralidade carbónica resultantes do encerramento da Central Termoeléctrica do Pego, através do apoio à diversificação da actividade económica do território e aos trabalhadores afectados.