Coimbra  7 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centro Tecnológico de Coimbra pioneiro na fabricação adictiva de peças em metal duro

2 de Abril 2021 Jornal Campeão: Centro Tecnológico de Coimbra pioneiro na fabricação adictiva de peças em metal duro

A primeira peça produzida no mundo pelo processo de fabricação adictiva em metal duro foi impressa no Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV), sediado em Coimbra.

“A matéria-prima sob a forma de um filamento de plástico e metal duro – carboneto de tungsténio (WC-Co) – foi desenvolvida e produzida no CTCV”, refere o Centro.

A peça foi impressa pela BEEVERYCREATIVE, através da tecnologia FFF – Fabricação por Filamento Fundido, pelo consórcio do 3D.Carbide – Fabricação Adictiva de Componentes em Metal Duro, no âmbito do projecto 3D.Carbide.

“Esta tecnologia vem revolucionar o processo de conformação e fabrico de ferramentas sujeitas a desgaste, com vantagens significativas no que se refere ao tempo de fabrico, à produção de peças com geometrias complexas, redução de custos de mão-de-obra e matérias-primas”, realça o CTCV.

O projecto “é um exemplo de como um Centro de Interface Tecnológico Nacional intervém no desenvolvimento tecnológico em processos e produtos inovadores, com o objectivo de acrescentar valor ao negócio das empresas”, adianta.

O projecto 3D.Carbide resulta de uma parceria entre o CTCV, a DURIT- Metalurgia Portuguesa do Tungsténio, a BEEVERYCREATIVE e a Universidade de Aveiro, com cofinanciamento do programa COMPETE2020.

O objectivo é desenvolver a fabricação adictiva para aplicação na indústria de componentes em metal duro, que se apresenta “como uma tecnologia bastante promissora para componentes funcionais de elevado valor acrescentado, produzidos em pequenas séries”.