Coimbra  17 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centro Municipal de Operações de Socorro de Anadia entra em funcionamento

3 de Março 2022 Jornal Campeão: Centro Municipal de Operações de Socorro de Anadia entra em funcionamento

O Centro Municipal de Operações de Socorro (CMOS) de Anadia entrou em funcionamento esta terça- feira, 1 de Março, Dia Internacional da Protecção Civil, nas instalações do Quartel dos Bombeiros Voluntários de Anadia.

O CMOS funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, tendo para o efeito, sido criada uma linha de emergência designada de “Anadia Segura”, cujo número é o 808 231 112. Esta linha terá como objectivo a recepção, o tratamento e o encaminhamento de todos os pedidos de socorro e/ou de colaboração efectuados pelos munícipes e, caso se revele necessário, acionará as Forças de Segurança, Proteção e Socorro, bem como os demais serviços com responsabilidade no concelho de Anadia.

Pretende-se desta forma dar uma resposta mais célere e eficaz às necessidades das populações, contribuindo assim para a mitigação do risco, de forma a que os cidadãos tenham o socorro mais rápido, mais eficiente e adequado.

Sinalização de perigos, balizamento de áreas, derrocadas/desabamentos, obstrução de vias, danos em condutas, apoio aos serviços municipais, destruição de ninhos de vespas, captura de animais errantes, são algumas das áreas de intervenção do CMOS.

No próximo sábado, dia 5 de Março, será celebrado um protocolo de colaboração entre o Município de Anadia e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA), entidade parceira na operacionalização desta resposta.

O protocolo a celebrar prevê que o Município de Anadia atribua uma comparticipação financeira anual de 76.380,00 euros para apoiar o funcionamento do Centro Municipal de Operações de Socorro. A autarquia irá ainda disponibilizar um veículo polivalente, devidamente equipado e demais logística para a operacionalização do serviço de resposta.

A AHBVA disponibiliza os recursos humanos, com formação adequada, a afectar ao funcionamento do Centro e ao piquete de intervenção, denominado de Piquete de Resposta Municipal.