Coimbra  23 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra fez o transplante hepático n.º 1 500

15 de Julho 2021 Jornal Campeão: Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra fez o transplante hepático n.º 1 500

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) anunciou hoje que fez o transplante hepático n.º 1 500, tendo sido beneficiado um homem de 64 anos que se encontra internado em período de pós-operatório.

Numa nota de imprensa, o CHUC adianta que dos 1 500 transplantes, “1 220 foram realizados em receptores adultos e 280 em receptores pediátricos”. Destes receptores pediátricos, “32 foram realizados com recurso a um dador vivo”.

O CHUC é, no país, o único centro de transplantação hepática em idade pediátrica.

Segundo a mesma nota, os transplantes hepáticos iniciaram-se neste hospital há 29 anos, em Outubro de 1992, “com o primeiro transplante hepático a ser realizado com êxito” pelo Professor Alexandre Linhares Furtado.

“Desde então, foram introduzidas com sucesso técnicas diferenciadas na área da transplantação hepática, como transplante sequencial, transplante com dador vivo, transplante com fígado reduzido e dividido, transplante hepático auxiliar, resseção hepática ‘ex-vivo’ com autotransplante, entre outras”, explica o Centro Hospitalar.

O CHUC salienta que “a actividade da transplantação resulta do trabalho de uma vasta equipa multidisciplinar, congregando diferentes especialidades médicas, cirúrgicas e laboratoriais, apoiada por um amplo leque de serviços clínicos e não clínicos e também por entidades externas” a este Centro Hospitalar.

“Esta actividade requer um investimento permanente na aquisição, aplicação e desenvolvimento de técnicas e terapêuticas, com vista a melhorar os resultados e a reduzir a taxa de complicações, indo ao encontro ao melhor estado da arte e padrões de qualidade internacionais”, refere a nota.

O CHUC, Centro de Referência em Transplante Hepático desde 2015, com acreditação pelo Departamento de Qualidade da Direcção-Geral da Saúde desde 2020, destaca, ainda, “a importância que representa, nesta actividade, a renovação e a formação das equipas, enquanto agentes decisivos para garantir o futuro da transplantação com elevados padrões de qualidade”.

O Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação assinala-se na próxima terça-feira, dia 20.

Em 20 de Julho de 1969, o professor Linhares Furtado realizou, em Coimbra, o primeiro transplante de rim com dador vivo.