Coimbra  16 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centro de Vacinação em Vila Nova de Poiares já está ao serviço da população 

12 de Abril 2021 Jornal Campeão: Centro de Vacinação em Vila Nova de Poiares já está ao serviço da população 

O Município de Vila Nova de Poiares já tem em funcionamento o Centro de Vacinação contra a covid-19, situado no Salão de Festas do Centro Cultural de Poiares (CCP).

Trata-se de uma estrutura preparada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, em coordenação com as entidades de saúde regionais e locais, nomeadamente a Administração Regional de Saúde do Centro (ARS Centro), agrupamentos de centros de saúde do Pinhal Interior Norte (ACES PIN), USF de Poiares, UCC Por Poiares e Unidade de Saúde Pública do Concelho, e que permitirá aos profissionais de saúde dar uma melhor resposta às necessidades deste processo.

Neste momento (dados de 09 de Abril), em Vila Nova de Poiares já foram vacinadas 1 078 pessoas, pelo menos com a primeira dose da vacina, o que representa cerca de 15% da população, sendo que neste momento irão ser chamados para vacinação os munícipes com idades compreendidas entre os 60 e os 79 anos.

João Miguel Henriques, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, que visitou o Centro de Vacinação na passada sexta-feira, aproveitou a oportunidade para “destacar a cooperação e o profícuo trabalho que o Município e as entidades de saúde têm estado a desenvolver, em colaboração com os diferentes agentes de protecção civil, em todo este processo”.

Dadas as dificuldades de stock de vacinas no país e na União Europeia, João Miguel Henriques referiu que “haja vacinas que nós cá estaremos para as administrar aos cidadãos”, reforçando o “apelo para que todos continuem a cumprir as diferentes medidas que nos permitam conter o contágio desta doença”.

“Apesar do nível de saturação pelas restrições que nos têm sido impostas ao longo deste último ano, este é o momento mais importante para reforçarmos os cuidados para prevenir o surgimento de novos casos, por forma a que possamos voltar o mais rapidamente à normalidade possível”, referiu o presidente da Câmara.