Coimbra  15 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centro de Vacinação de Coimbra vai ser ampliado para acolher mais pessoas

26 de Março 2021 Jornal Campeão: Centro de Vacinação de Coimbra vai ser ampliado para acolher mais pessoas

O Centro de Vacinação de Coimbra, instalado no Pavilhão Municipal Mário Mexia, na Praça Heróis do Ultramar, vai ser ampliado passando a ocupar todo o espaço.

O objectivo é aumentar a capacidade de vacinação contra a covid-19 de 700 para 1 500 pessoas por dia.

Esta medida vem dar resposta a um previsível reforço do plano de vacinação que irá beneficiar de um expectável aumento da disponibilidade de vacinas nas próximas semanas, de acordo com a Task Force nacional.

Esta nova adaptação, solicitada pela autoridade de saúde local, foi autorizada pelo presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, “atento o manifesto interesse público do importantíssimo trabalho a empreender para defesa da saúde da comunidade”.

O autarca autorizou igualmente a colaboração dos funcionários municipais, bem como dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), nas acções conjuntas que se mostrem necessárias para o êxito desta missão, designadamente no transporte das pessoas que não tenham meios para se deslocarem para a vacinação. Um serviço que a autarquia tem disponibilizado desde o início deste processo, sempre que solicitado via centros de saúde. O transporte é prestado gratuitamente através do serviço de transporte especial dos SMTUC e o importante, salienta Manuel Machado, “é que ninguém fique sem a vacina a que tem direito por não ter como se deslocar”.

A necessidade de ocupação do pavilhão vai inviabilizar a utilização desportiva do mesmo, previsivelmente, até ao final do mês de Julho, tendo a situação já sido comunicada aos clubes pelo vereador do Desporto, Carlos Cidade. O autarca apela à “especial compreensão” de todos em “nome da salvaguarda da saúde pública dos nossos concidadãos”.

Na última reunião do Conselho Municipal de Saúde de Coimbra, realizada a 15 de Março, o director do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) do Baixo Mondego, José Luís Biscaia, informou os presentes de que o plano de vacinação em Coimbra “está a correr bem”.

Os grupos de profissionais considerados prioritários na primeira fase já receberam a vacinação completa, os lares e as Estruturas Residenciais Para Idosos (ERPI) também – cerca de 40 instituições que representam quase 2 000 pessoas – e, relativamente à população prevista nesta segunda fase, já tinham sido vacinados (até àquele dia), com a primeira dose, 5 034 idosos com mais de 80 anos (num universo de 11 659) e 1 804 pessoas com mais de 50 anos e morbilidades associadas (num universo de 7 684).

“A leitura é positiva, está a correr bem”, concluiu o director do ACeS, relembrando a todos que o Centro de Vacinação de Coimbra tem uma presença diária de cerca de 20 enfermeiros, seis médicos, três secretários clínicos e mais um conjunto de alunos internos, a tempo inteiro.