Coimbra  17 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Centro de Saúde de Poiares vai ser requalificado

18 de Setembro 2019

João Miguel Henriques, presidente do Município de Poiares, e Rosa Reis Marques, presidente da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), assinaram o protocolo

 

A Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) celebraram um protocolo com a finalidade de se procederem a obras de requalificação no Centro de Saúde.

Através de uma candidatura ao Programa Operacional Regional Centro 2020, as obras de requalificação do imóvel prevêem um investimento total de cerca de 380 000 euros.

João Miguel Henriques, presidente da Câmara de Poiares, afirmou que este é “ um importante passo para a efectivação das tão necessárias e urgentes obras do Centro de Saúde de Vila Nova de Poiares, que se afiguram como fundamentais para manter a qualidade exigível em termos de condições mínimas e indispensáveis para prestar os devidos cuidados de saúde à população”.

O autarca sublinhou, ainda, que “é fundamental este alinhamento e partilha de responsabilidades entre Administração Pública Central e Administração Pública Local, para que a funcionalidade, segurança e conforto sejam uma realidade neste Centro de Saúde, a fim de que ali possam ser prestados cuidados de saúde de qualidade”.

A ARSC celebrou este contrato reconhecendo a “imperiosa necessidade de intervenção” naquele espaço, garantindo “junto da Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional Centro 2020, a entrega, em tempo útil, de todos os esclarecimentos e documentos solicitados, a fim de que a candidatura apresentada pelo Município possa ser devidamente aprovada e, assim, obtido o financiamento, à taxa máxima possível, para obras de remodelação”.

Nos termos do documento agora firmado, e caso a candidatura seja aprovada, a obra contará com um investimento global estimado na ordem dos 380 00 euros, com comparticipação financeira do POR Centro 2020 (até 85 por cento do investimento elegível), sendo a restante contrapartida financeira nacional assegurada pela ARS Centro e pelo Município.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com