Coimbra  22 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CEIS 20 debate “Descentralização e inovação pedagógica”

29 de Outubro 2018

“Descentralização e inovação pedagógica” é o pertinente tema a debater, sexta-feira (02) e sábado (03), em Coimbra, no âmbito de um ciclo comemorativo do 20º. aniversário do CEIS 20.

O coordenador científico do Centro de Estudos Interdisciplinares do século XX da Universidade de Coimbra, António Rochette, e Luís Alcoforado (outro professor universitário) são os principais mentores do evento.

“As dificuldades de articulação entre os regimes jurídico-contratuais de delegação de competências do Estado no Município na área da educação e de autonomia escolar” são objecto de uma intervenção a cargo de Suzana Tavares da Silva (da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra).

A par de uma conferência do secretário de Estado João Costa, na manhã de sábado (03), intitulada “Enquadramento do projecto de autonomia e flexibilidade curricular”, várias mesas-redondas irão proporcionar debate sobre inovação pedagógica e descentralização.

“Border crossings: territórios e fronteiras em investigação” é o assunto do sobredito ciclo comemorativo para 08 e 09 de Novembro no convento de S. Francisco.

A 06 e 07 de Novembro, num dos anfiteatros da Faculdade de Letras da UC, “Obras públicas no Estado Novo” são tema que mobiliza dezenas de especialistas para um colóquio evocativo do 70º. aniversário da emblemática exposição intitulada “Quinze anos de obras públicas” (1933 – 48).

As obras arquitectónicas marcantes do Estado Novo e o seu papel na afirmação do regime instituído por António Oliveira Salazar irão estar no centro da discussão.

Da comissão científica do colóquio fazem parte dois investigadores do CEIS 20, Luís Miguel Correia (do Departamento de Arquitectura da FCTUC) e Joana Brites (da Faculdade de Letras da UC).

A conferência de abertura do colóquio será proferida pelo historiador britânico Roger Griffin (Oxford Brookes University), historiador do fascismo, “permitindo situar internacionalmente a problemática das campanhas de obras públicas” no quadro daquele tipo de regime político e do modernismo.

“O automóvel como metonímia de progresso no contexto do planos gerais de urbanização” é tema para uma palestra, a 07 de Novembro, a cargo de José Cabral Dias, cabendo a Susana Lobo e a Susana Constantino, a propósito de cultura e lazer, falar do “tempo livre” no Estado Novo.

Um debate sob moderação do arquitecto José António Bandeirinha precede a sessão de encerramento do colóquio.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com