Coimbra  24 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CEARTE vai ter estágios Erasmus e cursos de elevada empregabilidade

28 de Maio 2020 Jornal Campeão: CEARTE vai ter estágios Erasmus e cursos de elevada empregabilidade

O CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e o Património, vai proporcionar, no próximo ano lectivo, a mobilidade internacional de 30 formandos, no âmbito do projecto europeu Erasmus, bem como dois cursos com elevada empregabilidade.

A entrada do Centro de Formação neste projecto resulta de uma candidatura submetida e recentemente aprovada, permitindo assim que os formandos do CEARTE das áreas de ‘Hotelaria e Restauração’, da ‘Museografia’, ‘Conservação e Restauro de Arte Sacra e Cerâmica e Vidro’ vão poder realizar períodos de três semanas de estágios em hotéis, restaurantes, empresas , museus, centros de restauro ou centros de Formação Profissional especializados nestas áreas em países da União Europeia. As despesas de participação são cobertas pelo projecto Erasmus.

Os estagiários do CEARTE irão ser acompanhados no local de estágio por um tutor ou formador do Centro conimbricense que, “além do acompanhamento na vertente técnica, facilitará a comunicação com a língua estrangeira do país onde ocorrerá esse período de estágio, promovendo o intercâmbio na valorização e no contacto com outras culturas e povos”, revela o CEARTE.

Desta forma, esta nova metodologia “deverá traduzir-se numa mais-valia significativa e adicional para os formandos dos cursos de ‘Técnico de Restaurante-Bar’ e ‘Técnico e Museografia’, bem como para os formandos que irão frequentar os cursos de ‘Técnico Especialista de Conservação e Restauro de Madeira – Escultura e Talha’” e “’Técnico Especialista em Ofícios de Arte – Cerâmica e Vidro’”.

Centro terá, em Setembro, cursos de elevada empregabilidade

Dois novos cursos, para jovens entre aos 14 e os 25 anos, vão abrir em Setembro no CEARTE: “Técnico de Cozinha Pastelaria” e “Electricista de Instalações”.

Os dois são cursos com uma forte componente prática, que aposta no desenvolvimento de competências de ‘saber-fazer’, têm um carácter profissional, além de visarem “objectivamente a integração no mercado de trabalho, têm ainda a vantagem da atribuição do Certificado de nível II (9.º ano) no caso do curso de ‘Electricista de Instalações’; e da equivalência ao 12.º ano (Certificado nível IV), na formação de ‘Técnico de Cozinha/Pastelaria’, permitindo em ambos os casos, a prossecução de estudos”, refere o Centro de Formação.

Aos jovens é atribuída uma bolsa de profissionalização, bolsa para material de estudo, subsídio de transporte, refeição e seguro.

Os cursos decorrerão no polo de Semide, onde o CEARTE tem as suas oficinas, restaurante e cozinha pedagógica, sendo assegurado transporte em viatura do Centro e estando garantidos estágios que decorrerão em alternância com as aulas durante o tempo de duração do curso.

“O CEARTE possui excepcionais condições formativas ao nível dos equipamentos para os formandos, possibilita estágios nas melhores empresas e tem um histórico de excelentes resultados na formação – quer formando campeões nacionais nestas áreas que, posteriormente, têm participado em concursos nacionais e internacionais de profissões, quer obtendo uma taxa de empregabilidade muito elevada, sendo a frequência destes cursos, a todos os níveis: como formação inicial, como forma de prossecução de estudos ou para a conversão profissional”, esclarece.