Coimbra  25 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CDU quer valorizar a economia local em Coimbra

18 de Setembro 2021 Jornal Campeão: CDU quer valorizar a economia local em Coimbra

O cabeça-de-lista da CDU à Câmara de Coimbra, Francisco Queirós, diz que quer valorizar o comércio de proximidade na cidade, uma vez que, com a pandemia, está em “pé de desigualdade” em relação às grandes superfícies.

“Estamos numa acção junto ao Mercado Municipal de Coimbra, aliás, seguiremos depois para outros mercados, para o mercado de Taveiro e ainda para o mercado de Santa Clara, e nós valorizamos imenso este tipo de economia, baseada em produtos locais, de produção de proximidade, em que as pessoas, muitas vezes como complemento das suas economias familiares, vendem os seus produtos”, começou por dizer o candidato numa ação de campanha da coligação PCP/PEV.

Francisco Queirós apontou que, durante a pandemia, houve isenção de taxas para estes comerciantes e espera que a Câmara Municipal esteja “atenta para favorecer aqueles que concorrem em pé de profunda desigualdade com aquilo que hoje são as grandes superfícies, e que existem por toda a cidade, em todo o lado, sem a qualidade que se pode encontrar nos velhos mercados”, sublinhou.

O candidato refere que é necessário “tornar cada vez mais novos os velhos mercados municipais das cidades”.

“A CDU quer valorizar a economia local, quer valorizar este comércio de proximidade, quer valorizar a possibilidade de encontro, em espaços que ao fim ao cabo, quem esta a vender são os nossos concidadãos, e, portanto, é essa forma, de uma economia integrada que valorizamos imenso”, sustentou.

O cabeça de lista da CDU quer valorizar os mercados municipais visto que “não há aquela pegada ambiental tremenda de produtos que vêm de avião das mais diversas partes do mundo”, para além de que “valoriza a economia das famílias do concelho”.

Relativamente ao caso concreto do Mercado Municipal D.Pedro V em Coimbra, o candidato espera que a requalificação deste espaço ocorra rapidamente, pois “pode e deve ser um centro de atração também para gerações mais novas, precisamente porque a qualidade dos seus produtos é seguramente muito diferente do das grandes superfícies”.

“Há uma medida que de alguma maneira nós conseguimos que a actual Câmara, embora em modo experimental, e embora apensas como uma pequena experiência avançasse, que tem a ver com as refeições escolares”, explicou o candidato.

O candidato disse que a medida consistia em os funcionários das escolas confeccionarem refeições à base de produtos locais, de modo a “garantir uma alimentação de qualidade”,” com base nos tais produtos de proximidade, evitando a tal pegada ambiental terrível”, concluiu.

Nas eleições marcadas para dia 26 concorrem à Câmara Municipal de Coimbra o atual presidente, Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (Juntos Somos Coimbra – PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR /Aliança), Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Miguel Ângelo Marques (Chega), Filipe Reis (PAN), Inês Tafula (PDR/MPT), Francisco Queirós (CDU) e Tiago Meireles Ribeiro (Iniciativa Liberal).