Coimbra  24 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CATRAIA regressa à Praia da Tocha

15 de Agosto 2021 Jornal Campeão: CATRAIA regressa à Praia da Tocha

De 18 a 22 de Agosto, a Praia da Tocha enche-se de música, exposições, instalações, conversas e oficinas, num exercício de consciencialização ambiental através da arte.

A expressão “andar à catraia” significa na gíria da região da Gândara o “acto de caminhar à beira-mar em busca de materiais trazidos pelo mar com o fim de os reutilizar” (in Glossário de Termos Gandareses de Idalécio Cação), uma prática que no passado servia as necessidades da população, mas que, com o desenvolvimento social, económico e industrial das últimas décadas, caiu em desuso. O resultado tem sido uma costa cada vez mais repleta de lixo marinho.

O projecto CATRAIA surge, assim, em 2019, da emergência de criar uma nova geração de gente que “anda à catraia”. Através da arte e da acção em comunidade, pretende-se reflectir sobre os modelos de consumo da sociedade actual, celebrar a cultura da região e trabalhar em conjunto para construir um futuro mais sustentável e solidário.

Com lugar na Praia da Tocha, no concelho de Cantanhede, a terceira edição pretende unir gerações numa semana repleta de actividades ajustadas ao contexto pandémico.

Arte urbana, exposições e instalações interagem com a localidade, assim como a feira de artesanato e os conhecidos Jogos do Helder. Sea Groove & The Ocean Travellers, Bia Maria, Vénus Matina, Eduardo Martins e The Social Distancing Band trazem música aos finais de tarde.

O projecto Terra Educa, uma aula de yoga e uma oficina de instrumentos reciclados prometem entreter os mais catraios. Os mais graúdos poderão encontrar oficinas de joalharia “upcycling”, detergentes “handmade” e cozinha macrobiótica, assim como desportos de mar apoiados pelas escolas locais Ticket2Surf e Associação de Bodyboard dos Palheiros da Tocha. Também haverá lugar para stand up comedy com Afonso Paiva e sessões de cinema ao ar livre, destacando-se o documentário “Wasted Waste” do realizador português Pedro Serra e “The Plastic Hike” de Andreas Noe (“The Trash Traveller”). Os momentos de conversa reflectem a vontade de dar voz à comunidade, contando com a bióloga Filipa Bessa para expor a problemática do lixo marinho e elementos do Instituto Nacional de Conservação da Natureza para debater junto de entidades locais a gestão das florestas.

Em jeito de celebração do centenário do escritor Carlos de Oliveira, cuja obra viajou pela paisagem gandaresa, termina-se o evento com a tertúlia “Estórias e Escritores da Gândara” com os convidados Manuel Ribeiro, António Canteiro, Silvério Manata e Alves André.

O evento é totalmente gratuito e realizado por um grupo de jovens voluntários inseridos como um núcleo da Associação de Moradores da Praia da Tocha, com os apoios da Junta de Freguesia da Tocha e da Câmara Municipal de Cantanhede.

Para segurança de todos, as sessões são limitadas aos lugares disponíveis e os workshops carecem de inscrição prévia, assim como é exigido o cumprimento das normas da Direcção-Geral da Saúde.