Coimbra  30 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Carlos Cortes elogiou Centro de Saúde de Montemor no combate à covid-19

17 de Julho 2020 Jornal Campeão: Carlos Cortes elogiou Centro de Saúde de Montemor no combate à covid-19

A Ordem dos Médicos do Centro visitou, ontem (16), a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Montemor-o-Velho, após a fase mais crítica da pandemia em Portugal, no sentido de avaliar as medidas excepcionais implementadas e a resposta dada aos utentes face à pandemia.

Carlos Cortes, presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM), acompanhado por Ana Mascarenhas, membro do Conselho Técnico desta UCSP e membro do Gabinete de Informação e Tecnologia da SRCOM, foram recebidos por Cláudia Ferreira, coordenadora da UCSP de Montemor, seguindo-se uma reunião de trabalho. Carlos Rosete, da Unidade de Saúde Pública do Município, também participou na visita.

“O Centro de Saúde de Montemor tem duas unidades funcionais que trabalharam em conjunto durante esta época, tendo esta UCSP uma particularidade muito importante – uma área dedicada à covid (ADC-SU)”, ressaltou o presidente.

A Ordem dos Médicos salientou “a grande dedicação dos profissionais de saúde, tanto dos médicos de medicina geral e familiar, como dos de saúde pública, apesar das dificuldades que atravessa o Centro de Saúde de Montemor em termos de cuidados de saúde primários, tendo em conta as instalações, com algumas necessidades, nomeadamente, de obras, extensões e recursos humanos”.

“Há uma falta de médicos de família, seria necessário a contratação de mais dois para este Centro, bem como de recursos humanos na saúde pública” admitiu o presidente da SRCOM.

Ainda assim, “tudo o que foi feito nestes últimos meses foi absolutamente excepcional, a começar pela dedicação e entrega dos profissionais”, continuou.

Carlos Cortes destaca a forma profissional como foi dada resposta à covid-19, “houve uma entrega muito importante de todos os profissionais”. “Os parâmetros técnicos definidos pela Direcção-Geral de Saúde (DGS) e, em muitos casos, antes da DGS os ter definido, foram implementados nesta UCSP” acrescentou.

Destaque para o facto de nenhum profissional de saúde ter sido infectado, “o que prova que foi tudo feito da forma adequada”, justifica Carlos Cortes.

De um modo geral, o presidente da SRCOM classificou a resposta dada por este Centro “positiva” e “acima de satisfatória”.