Coimbra  17 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Carlos Clemente vai cumprir segundo mandato à frente do Futsal da Académica

26 de Maio 2023 Jornal Campeão: Carlos Clemente vai cumprir segundo mandato à frente do Futsal da Académica

O acto eleitoral para os novos corpos sociais da Secção de Futsal da Associação Académica de Coimbra (SF/AAC) realiza-se esta sexta-feira, das 19h00 às 20h00, e Carlos Clemente é recandidato à presidência da Direcção, em lista única que se apresenta a sufrágio.

Depois do 9.º lugar da Liga Feminina, Carlos Clemente ambiciona mais, desejando aumentar as condições proporcionadas às atletas. “O João Filipe está a preparar a nova época, mas ainda não convidou ninguém porque temos ética e a época ainda não acabou”, refere, apontando que “outros já convidaram as atletas séniores e da formação da Académica”.

Para a próxima época o objectivo será melhorar o 9.º lugar alcançado e “fazer um campeonato mais tranquilo, com a consciência de que as atletas não são profissionais”.

Carlos Clemente destaca o equilíbrio que existe na Secção de Futsal, o que leva a aumentar as expectativas. “A situação financeira está estabilizada e isso leva-nos a pensar mais alto em termos de equipa feminina”, refere, para acrescentar querer manter todos os escalões de formação e não colocando de parte a criação de uma equipa feminina Sub-23 e retomar a equipa sénior masculina. “Dentro da equipa universitária nem todos têm clube e isto poderia ser uma solução”, explica.

A lista liderada por Carlos Clemente afirma o propósito de “engrandecer o futsal da Académica” e de conseguir mais horas no Pavilhão Jorge Anjinho, no qual a Secção é utilizador/pagador.

Para estas eleições, a equipa que se recandidata diz ter estado “até ao último minuto à espera que aparecesse uma lista concorrente, mas avançaram porque uma secção com a pedalada que esta está não podia cair no vazio”.

Para estas eleições, dos 182 sócios da Secção de Futsal da AAC apenas 54 estão em condições de votar, mas a ambição da lista que se apresenta a sufrágio é de fazer “mais e melhor”.