Coimbra  20 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cáritas de Coimbra participa em projecto sobre tecnologias que combatem isolamento

22 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Cáritas de Coimbra participa em projecto sobre tecnologias que combatem isolamento

A Cáritas de Coimbra é parceira do projecto “visuAAL”, que iniciou este mês e tem como objectivo preencher a lacuna de conhecimentos que existe entre os requisitos dos utilizadores e o uso seguro e adequado das tecnologias com base de vídeo para fornecer cuidados eficazes e de apoio a cidadãos mais velhos que gerem a sua saúde e bem-estar.

A Europa tem vindo a enfrentar desafios cruciais nas áreas da saúde e apoio social devido às alterações demográficas, motivadas pelo envelhecimento populacional e o consequente impacto relacionado com o aumento da prestação de cuidados.

A inovação em Ambientes de Vida Assistidos (AAL – Active and Assisted Living) tem o potencial de responder a estas necessidades sociais e de saúde.

Os avanços da visão computacional deram às câmaras de vídeo a capacidade de “ver”, aprimorando as suas funcionalidades para se tornarem “câmaras inteligentes”. No entanto, esta monitorização através de câmaras pode ser vista como intrusiva e violadora dos direitos de privacidade.

Foi neste sentido que se iniciou, este mês de Setembro, o projecto “visuAAL” que terá a duração de quatro anos, financiado através do programa de investigação e inovação Marie Sklodowska-Curie (MSCA), do Horizonte 2020 da União Europeia.

Com cinco beneficiários e 14 organizações parceiras da Áustria, Alemanha, Irlanda, Itália, Portugal, Espanha, Suécia e Reino Unido, o “visuAAL” irá fornecer uma combinação transdisciplinal e intersectorial de treino, estágios não académicos, cursos e ‘workshops’ sobre habilidades científicas e complementares para 15 investigadores em estágio inicial de alto desempenho. A Cáritas de Coimbra vai receber estágios de investigadores de outros países.

Carina Dantas, directora de Inovação da Cáritas de Coimbra vai pertencer ao Comité de Supervisão do projecto e será uma das formadoras nas acções direccionadas à aceitação dos utilizadores das novas tecnologias.

O “visuAAL” vai procurar aumentar a consciência e compreensão de questões éticas, legais, de privacidade e sociais específicas de cada contexto, necessárias para implementar o sistema visual em ambientes hospitalares, domiciliários e comunitários, de uma maneira que proteja e tranquilize os utilizadores.