Coimbra  16 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede tem intensificado apoios sociais para atenuar o impacto da pandemia

18 de Fevereiro 2021 Jornal Campeão: Cantanhede tem intensificado apoios sociais para atenuar o impacto da pandemia

A Câmara Municipal de Cantanhede tem potenciado um conjunto de apoios sociais e de saúde, direccionados a famílias vulneráveis, para atenuar o impacto causado pela pandemia da covid-19.

Uma das iniciativas implementadas pela autarquia foi a linha directa de apoio à acção social e de saúde – 231 249 043 – “a que podem recorrer as pessoas em isolamento profiláctico ou em situação de carência económica, para terem apoio psicossocial ou para solicitar que lhes sejam levados géneros alimentares e medicamentos ao domicílio”, informou o Executivo.

Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal, destacou “a actuação absolutamente meritória das equipas de acção social e da educação ao longo do último ano, nomeadamente no trabalho de apoio de proximidade às pessoas e famílias mais vulneráveis ao impacto da crise sanitária”.

A edil considerou que “nenhuma autarquia estava preparada para o que tiveram de enfrentar desde que a pandemia eclodiu” e salientou “a importância da inestimável colaboração de outras entidades nesse processo, designadamente as juntas de freguesia, as IPSS, as escolas, a GNR e os Bombeiros Voluntários, além de outras que colaboram na sinalização de quem precisa de ajuda”.

Segundo Célia Simões, vereadora da Acção Social, a Equipa de Intervenção em Situações de Excepção (EISE), neste momento, “está a prestar auxílio a mais de 500 famílias”, havendo o “receio de que esse número venha a aumentar”.

De acordo com a autarca, “nas situações urgentes e inadiáveis, os serviços têm apostado na distribuição de cabazes alimentares semanais, bem como na simplificação processual, com recurso à instrução do processo administrativo simplificado no âmbito do Regulamento de Atribuição de Subsídios a Agregados Familiares em Extrema Carência e Programa Abem previstos no actual estado de emergência”.

Para além disto, a Câmara tem intensificado a sua intervenção noutras áreas, como por exemplo na parceria com a REA – Rede de Emergência Alimentar do Banco Alimentar Contra a Fome – Coimbra e na colaboração com o Lions Clube de Cantanhede na dinamização do Banco de Leite, que proporciona este bem a crianças de agregados mais carenciados.

Estão, também, a ser distribuídos, ao domicílio, cabazes de bens de primeira necessidade às famílias de alunos dos jardins-de-infância e do 1.º ciclo do ensino básico que estão a passar por dificuldades económicas. Estes são compostos por carne, peixe, fruta, legumes, arroz e massa.

Já os alunos carenciados dos 2.º e 3.º ciclos estão a receber refeições, em regime de ‘take away’, que são fornecidas pelas escolas.

Estas iniciativas fazem parte do conjunto de medidas aprovadas, pela autarquia cantanhedense, até ao final do primeiro semestre do ano para atenuar o impacto causado pela situação pandémica. No final deste período, será ponderada a necessidade de dar continuidade a estas iniciativas.