Coimbra  18 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede propõe ligação directa a Coimbra em MetroBus

8 de Março 2022 Jornal Campeão: Cantanhede propõe ligação directa a Coimbra em MetroBus

A Câmara Municipal de Cantanhede já se pronunciou formalmente sobre as propostas do traçado de expansão do Sistema de Mobilidade do Mondego até à Bairrada.

Analisados os prós e os contras das três ligações equacionadas pela Comunidade Intermunicipal (CIM) Região de Coimbra, que está a liderar o processo, o Executivo liderado por Helena Teodósio entende que a que melhor serve os cantanhedenses é a que preconiza a ligação directa a Coimbra.

“Das propostas técnicas que constam do estudo, a autarquia cantanhedense considera que a mais equilibrada e financeiramente sustentável é a ligação Coimbra-Cantanhede com posterior derivação para a Mealhada. O parecer da Divisão de Gestão do Território Sustentabilidade Ambiental da Câmara de Cantanhede destaca também o facto desta opção permitir uma ligação mais rápida à capital de distrito”, esclarece a Câmara Municipal.

Da resposta enviada pelo Executivo de Helena Teodósio consta também a eliminação de quatro paragens no troço Coimbra-Cantanhede, previstas no estudo, nomeadamente São João do Campo, Pena, Póvoa da Lomba e centro da cidade de Cantanhede, tornando o trajecto, em via dedicada, mais directo e mais rápido.

A ligação entre as duas cidades ficaria, assim, com apenas cinco paragens: Cidreira, Ançã, Portunhos, Cantanhede (Rua dos Bombeiros Voluntários) e Zona Industrial.

No segundo troço deste circuito do metrobus, a ligação de Cantanhede à Mealhada, a autarquia cantanhedense propõe a utilização do corredor da antiga linha ferroviária até Enxofães, com uma via dedicada ao longo da Estrada Municipal 615-1 e com paragens em Cordinhã, Zona Industrial de Murtede e Pedrulha.

O Município sublinha que “este é o trajecto mais directo, mais rápido, mais económico e com maior facilidade de implementação, segundo consta da proposta enviada à CIM Região de Coimbra, permitindo também a ligação futura a Anadia sem ramificações de linha, o que facilita a operacionalidade da rede”.

A par disso, a ligação da Mealhada a Coimbra (outra das soluções apresentadas no estudo) já é garantida actualmente em transporte ferroviário.

“Esta é a solução que preconizamos, não só porque a vemos como um importante factor de desenvolvimento económico e social, mas também porque é a que se afigura mais favorável para a consolidação de um sistema de mobilidade sustentável na região”, justifica a presidente.

Helena Teodósio frisa ainda que “os benefícios do circuito que propomos são imensos, desde logo ao nível dos movimentos pendulares de e para Cantanhede. Desde há bastante tem que temos vindo a reunir na CIM Região de Coimbra com a empresa que está a fazer os estudos e o que resultou dessas reuniões foi a convicção de que o percurso mais viável e vantajoso é o que liga Cantanhede a Coimbra”, conclui.

Até ao Verão, a CIM Região de Coimbra deverá ter em sua posse o “desenho” final do trajecto de ligação entre os três concelhos.