Coimbra  14 de Agosto de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede: Prevista 95% de cobertura de rede de fibra óptica em 2021

2 de Julho 2020 Jornal Campeão: Cantanhede: Prevista 95% de cobertura de rede de fibra óptica em 2021

A Câmara Municipal e a Altice Portugal assinaram, hoje, o protocolo de cooperação que prevê o alargamento da área de cobertura com rede de fibra óptica no concelho de Cantanhede.

No protocolo ficou estabelecido que a Altice Portugal assume o compromisso de executar do alargamento da rede de fibra óptica no concelho da Cantanhede, tendo como objectivo alcançar 95% da taxa de disponibilidade para as habitações do território.

O procedimento, que tem como prazo previsto de 18 meses para a sua execução, contempla também as zonas comerciais e industriais do concelho, apresentando-se como um importante reforço para a actividade económica, estabelecendo ainda um compromisso de cooperação em processos de gestão de inovação e partilha de know-how que venham a ser acordados.

A cerimónia decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho e contou com a presença de Helena Teodósio, presidente do Município de Cantanhede, Luís Alveirinho, Chief Technology Officer e Alexander Freese, Chief Operations Office, ambos em representação da Altice Portugal.

Numa iniciativa marcada pelo respeito integral das orientações da Direcção-Geral da Saúde de forma a conter a propagação do coronavírus, destaca-se ainda a presença de Pedro Cardoso, vice-presidente da Câmara, Célia Simões, Adérito Machado e José Santos, vereadores da autarquia cantanhedense, presidentes e representantes das freguesias, elementos da Assembleia Municipal, para além de outros convidados.

Ainda antes da assinatura do protocolo, a presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio realçou que “um concelho para ser considerado desenvolvido tem de estar equipado com energia eléctrica, água canalizada, saneamento básico entre outras infraestruturas, e Cantanhede, embora seja o maior município da CIM Região de Coimbra, com cerca de 400 k2, tem asseguradas, e bem, as coberturas nessas importantes áreas”.

“Contudo, é fundamental em termos de futuro, a assinatura deste protocolo de expansão de rede de fibra óptica funciona também como um outro importante pilar para o desenvolvimento de Cantanhede e da região” referiu a autarca, que salientou, ainda, “a importância do alargamento de rede de fibra óptica, nomeadamente nos tempos de pandemia que actualmente atravessamos em todo o país e no mundo, que demonstrou claramente o peso que as novas tecnologias na sociedade actual”.

A presidente da Câmara destacou, também, “o elevado investimento e o esforço muito significativo da empresa, que irá trazer ao concelho um importante impacto, com benefícios não só para todos os habitantes, como também para o tecido empresarial”.

“De há uns anos a esta parte optamos por investir numa área muito virada para a tecnologia, e aqui, como concelho desenvolvido, inovador, empreendedor e em crescimento que somos, congratulamo-nos pela Altice reconhecer este nosso esforço e contribuir de forma extraordinária com a cobertura rede de fibra óptica atingir os 95% do nosso território até 2021”.

Helena Teodósio aproveitou ainda para destacar a “valor deste projecto para atractividade do município, quer em termos empresariais, quer em termos turísticos, de forma a que Cantanhede seja cada vez mais o concelho que pretendemos, com qualidade de vida e onde seja um prazer viver”.

Já após a assinatura do documento, Luís Alveirinho, Chief Technology Officer da Altice Portugal elogiou “o papel determinante das telecomunicações durante esta pandemia, que aproximando digitalmente as pessoas das empresas, garantindo que nós continuássemos a trabalhar normalmente em nossas casas, como se estivéssemos nos nossos locais de trabalho”.

O responsável da Altice destacou ainda “a relevância do contato com os autarcas locais, seja câmaras municipais, ou juntas de freguesia, como parte integrante na escolha das prioridades de expansão, pois vocês é que conhecem extremamente bem o terreno”.

Luís Alveirinho, a terminar, afirmou que “numa altura em que a economia está a recomeçar lentamente e que muitas empresas vão revelando dificuldades no regresso à actividade, este tipo protocolos é uma forma de dizer presente, ao lado de vocês, autarcas e criar as condições de maior atractividade de desenvolvimento local”.