Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede: Praia da Tocha vai ter novos passadiços e sistema dunar requalificado

8 de Abril 2021 Jornal Campeão: Cantanhede: Praia da Tocha vai ter novos passadiços e sistema dunar requalificado

A Praia da Tocha vai ter novos passadiços já este Verão, estruturas que vão ser instaladas no âmbito de um processo que envolve a requalificação e reforço do sistema dunar.

Segundo a Câmara Municipal de Cantanhede, o “objectivo é aumentar a capacidade de retenção das areias” e tornar as dunas “mais resistentes à erosão provocada pelo vento e pelo mar”.

A empreitada adjudicada ascende a 266 533 euros, tendo o respectivo auto de consignação sido assinado, ontem (07), pela presidente do Município de Cantanhede, Helena Teodósio.

Na ocasião, a autarca alertou o representante da empresa adjudicatária para a “necessidade de os trabalhos serem concluídos no prazo dos 60 dias definidos no programa do concurso, de modo a que tudo esteja pronto antes do início da época balnear para se proporcionar melhores condições de comodidade e segurança para quem aqui vem fazer praia”.

Acompanhada pelo vereador Júlio Oliveira e pelo presidente da Junta de Freguesia da Tocha, Fernando Pais Alves, Helena Teodósio lembrou que “esta incide apenas numa das vertentes do plano de valorização da Praia da Tocha que a Câmara Municipal está a promover em várias frentes, com investimentos muito significativos, entre os quais a ampliação e reabilitação do parque desportivo e requalificação da zona adjacente. Este ano, a praia vai ter uma imagem renovada e melhores equipamentos para ocupação do tempo de lazer, ou seja, vai ser ainda mais atractiva, que é afinal o que se pretende com as obras em curso e com aquelas que vão ser iniciadas brevemente”, sublinhou.

A empreitada de reforço e recuperação do cordão dunar Praia da Tocha contempla o repovoamento vegetal com espécies adaptadas ao ecossistema existente, para fixar as areias e estimular a biodiversidade local, de modo a assegurar o controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras (acácias, chorão das praias e outras) e sua substituição por plantas autóctones (cordeiro-da-praia, feno-das-areias, estorno, cardo-marítimo, camarinheiras e outras) que fixam a areia com as suas raízes e têm uma incrível resistência à salinidade, às grandes amplitudes térmicas, ao excesso de luminosidade e à falta de água doce.

Por outro lado, serão colocadas paliçadas de regeneração dunar, principalmente a norte da Vala da Levadia, de modo a estabilizar e intensificar a retenção da areia na duna que tem vindo a sofrer um processo de erosão muito significativo, e serão substituídos os passadiços de acesso ao areal da praia.

Recorde-se que os actuais passadiços foram “colocados há duas décadas e muitos deles estão bastante danificados e, em alguns casos, soterrados”, disse a autarquia cantanhedense.

O projecto contempla ainda a instalação de painéis informativos de sensibilização aos visitantes sobre a necessidade de promover a conservação da vegetação dunar e para evitarem aceder ao cordão dunar fora dos passadiços.

Uma vez que a zona de intervenção se insere em Rede Natura 2000 (Zona Especial de Conservação PTCON0055 – Dunas de Mira, Gândara e Gafanhas), e, ainda, parcialmente, no Perímetro Florestal designado por “Dunas de Cantanhede”, a autarquia cantanhedense diligenciou junto das entidades tutelares para a obtenção das necessárias autorizações e pareceres favoráveis à realização dos trabalhos.

O projecto faz parte de um conjunto de acções integradas de protecção costeira, promotoras da restauração ecológica do cordão dunar da Praia da Tocha, processo que foi objecto de candidatura pelo Município no Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos do Portugal 2020 (POSEUR), ao Programa Operacional da “Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos”, no Eixo Prioritário “Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos”, na Tipologia de Intervenção da “Protecção da Biodiversidade e dos Ecossistemas”.

Entretanto, a Câmara Municipal de Cantanhede está já a preparar a abertura da próxima época balnear, incluindo a aprovação do plano de segurança, uma vez que, à semelhança do que aconteceu no ano transacto, as regras impostas pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) vão continuar a estar em vigor para quem utilizar a praia.