Coimbra  24 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede financia obras e equipamentos da freguesia de Cadima

18 de Junho 2021 Jornal Campeão: Cantanhede financia obras e equipamentos da freguesia de Cadima

A Câmara Municipal de Cantanhede aprovou, na sua reunião ordinária de 15 de Junho, a atribuição de subsídios à Junta de Freguesia de Cadima no valor total de cerca de 41 mil euros.

Segundo a autarquia, esta verba faz parte do pacote financeiro que o Executivo camarário destina às Juntas para financiar despesas na realização de obras ou aquisição de bens de capital e cujo pagamento é feito faseadamente ao longo do ano.

No caso da de Cadima, o montante a receber agora é para execução de passeios, construção de muros e a aquisição de um tractor com destroçador e corta-mato, equipamentos que, além da realização de trabalhos de conservação de caminhos vicinais, desmatações, limpeza de valetas e criação de faixas de gestão de combustível, vão integrar o dispositivo de recursos adstritos ao Serviço Municipal de Protecção Civil.

Quanto aos passeios, o subsidio atribuído é para pagar as obras que a esse nível já estão a ser realizadas, ou serão iniciadas brevemente, na rua Dona Maria Zuzarte Pessoa, no Zambujal; na rua Principal da Taboeira, na rua Carlos Gil, e na rua Aristides Gonçalves Salvador, ambas em Cadima. Esta última, de acordo com o Município, situa-se numa zona “em que é muito importante acautelar o índice de segurança dos transeuntes, uma vez que faz a ligação do Largo Central ao Centro escolar numa distância bastante apreciável e nela circulam habitualmente muitas crianças”.

Esta obra é complementar a outra que está em conclusão no lado oposto da rua Aristides Gonçalves Salvador, onde está a ser concluída a construção de passeios e de uma faixa clicável, assim como de bermas espraiadas, no âmbito de uma empreitada que ascende a 125 778 euros e que contempla ainda a aplicação de um novo piso em tapete betuminoso.

Uma parte considerável da verba destina-se, ainda, à construção de muros nos terrenos em que os proprietários cederam alguma área para possibilitarem o alargamento de vias ou outras obras de utilidade pública, nomeadamente ao nível da segurança de pessoas e na circulação de veículos.