Coimbra  29 de Novembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede encerra ciclo de concerto “30 Minutos de Música”

27 de Maio 2021 Jornal Campeão: Cantanhede encerra ciclo de concerto “30 Minutos de Música”

O ciclo de concertos “30 Minutos de Música”, promovido pelo Município de Cantanhede, termina este fim-de-semana com as actuações do projecto “Melissa”, JPCavadas e do grupo Cantemus.

A última jornada desta iniciativa tem início na sexta-feira (28), pelas 21h30, com a actuação de “Melissa”, um projecto “constituído pela brilhante voz de Tânia Gomes acompanhada ao piano por Francisco Gomes”, disse a Câmara Municipal de Cantanhede.

O duo irá interpretar um vasto repertório musical que abraça os mais variados estilos musicais, como fado, jazz, pop, rock, contando ainda com diversas composições originais.

No sábado (29), também às 21h30, será a vez de JPCavadas, compositor, guitarrista e cantor de Cantanhede, que vai apresentar temas originais inéditos e outros reunidos no álbum “Relaxe”. Segundo a autarquia, “trata-se de um regresso deste brilhante executante ao palco do ciclo de concertos ‘30 Minutos de Música’, para a apresentação de um tipo de música calma, introspectiva e que dá melodia não só a poemas de sua autoria, como também de Vítor Sá, Ades Nascimento, António Canteiro, Rosa Maria Ribeiro e Anabela França Pais”.

Recorde-se que JPCavadas iniciou a sua carreira a solo depois de um percurso que incluiu a participação, como músico e autor de músicas e letras, em projectos como “Os Sacerdotes da Alquimia” e “Nefelibatas”. Já em Janeiro, o músico foi distinguido com um primeiro prémio no Certame Internacional de Composição de Canções “La Brújula del Canto”, em Espanha.

A actuação do grupo Cantemus – Coro Infantojuvenil do Município de Cantanhede vai encerrar o ciclo de concerto, a 30 de Maio, domingo, pelas 21h30.

O Coro Juvenil do Município de Cantanhede surgiu, no último trimestre de 2008, com o objectivo de criar um “um grupo de vozes que cantam conjuntamente”, ideia que remete para a própria definição de coro, proporcionando a uma faixa etária específica a oportunidade de preencher musicalmente um vazio cultural que na realidade existia.

Este grupo coral destina-se a jovens em idade escolar e pretende contribuir para a formação de cantores em termos técnicos, fomentando o gosto pela música e, sobretudo, apresentando condições para a concretização e desenvolvimento de apetências e competências naturais de que os jovens dispõem.

Constituído por cerca de 20 cantores, o grupo irá apresentar um programa onde pontificam temas como Ave Maria, de G. Caccini; Vois Sur Ton Chemin, de Bruno Coulais; Can’t Help Falling in Love, de Weiss-Peretti-Creatore; Caçador de Sóis, de Ala dos Namorados; Que Deus me Perdoe, de S. Tavares – F. Valério; Canção da Beira Baixa e um “Medley” Canto Zeca.

“Com direcção artística do Maestro Augusto Mesquita, o Cantemus destaca-se a formação do ouvido, do gosto musical e das diversas estéticas, ao que se acrescenta a disciplina, a precisão, os reflexos, o convívio, a consciência e sentido de grupo/conjunto, recorrendo a um reportório vasto, diversificado, moderno, actual, com música de qualidade preparada especificamente para este Grupo”, disse a Câmara Municipal.

A jornada de encerramento da iniciativa é o culminar de um projecto que contou, desde 26 de Fevereiro, com 27 actuações de compositores, cantores ou grupos locais de géneros diversificados, às sextas-feiras e sábados. A iniciativa apresentou-se como “uma oportunidade única de trazer a este espaço nobre do Município uma enorme diversidade de expressões musicais, pautada pela elevada qualidade dos nossos agentes musicais e culturais”, disse a autarquia. “Do fado à música antiga, do instrumental a projectos a solo, do jazz ao rock, dos gaiteiros à música popular, do teatro musical ao canto lírico, foi um verdadeiro postal que atesta a riqueza e pluralidade dos nossos artistas do concelho, neste tempo tão extraordinário quanto difícil como tem sido a pandemia a que temos estado sujeitos”, concluiu.