Coimbra  13 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede em evidência na entrega da Bandeira Verde Eco-Escolas

18 de Outubro 2019

Foram 15 os estabelecimentos escolares do Município de Cantanhede envolvidos no Programa Eco-Escolas e que acabam de ser distinguidos com a Bandeira Verde atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

À semelhança de anos anteriores, o concelho destacou-se pelo elevado número de instituições de diversos graus de ensino galardoadas em função dos projectos de educação ambiental que desenvolveram, atingindo um plano de destaque na região Centro e no distrito de Coimbra.

As insígnias foram entregues, hoje, no decurso da Gala das Bandeiras Verdes Eco-escolas, evento que decorreu em Pavilhão Multiusos de Guimarães, com a presença de representantes das diversas comunidades educativas que participaram no programa.

A Câmara Municipal Cantanhede, enquanto entidade parceira no desenvolvimento da iniciativa, recebeu o Certificado de Município Parceiro, que foi entregue ao vice-presidente da autarquia, Pedro Cardoso. A acompanhar o autarca neste dia estiveram alunos, professores, educadores e técnicos das instituições de ensino envolvidos no desenvolvimento dos projectos que estiveram na base da atribuição da Bandeira Verde.

Na qualidade de responsável pelo pelouro da Educação, Pedro Cardoso recebeu as insígnias de Município parceiro do programa das mãos de José Archer, presidente da ABAE.

Na ocasião, o número dois do executivo camarário cantanhedense assinalou “a extraordinária participação das escolas do concelho de Cantanhede na edição da Eco-Escolas relativa ao ano lectivo 2018/2019” e manifestou “a intenção de acentuar os apoios do Município neste âmbito, de modo a implementar estratégias que sustentem o trabalho realizado junto das escolas do concelho, no sentido da melhoria contínua na resposta aos desafios da sustentabilidade ambiental”.

Pedro Cardoso elogiou o papel e o trabalho dos agentes educativos, sublinhando que “a Eco-Escolas é um projecto transformador de mentalidades e das comunidades escolares e por essa via da comunidade em geral. Trata-se na realidade de um verdadeiro programa de educação para a cidadania activa em que cada aluno faz a diferença neste caminho de capacitação e de compromisso intergeracional com a sustentabilidade ambiental, social e económica”, concluiu.

Destinado a todos os graus de ensino, o Eco-Escolas é um programa internacional operacionalizado através de uma metodologia inspirada nos princípios da Agenda 21 local, visando garantir a participação das crianças e jovens na tomada de decisões, envolvendo-os assim na construção de uma escola e de uma comunidade mais sustentáveis.

Na edição correspondente ao ano lectivo 2018/2019, do concelho de Cantanhede foram distinguidas: EB/JI de Vilamar, EB/JI de S. Caetano, EB/JI de Febres, EB de Covões, EB de Corticeiro de Cima, EB Carlos de Oliveira e Escola Secundária de Cantanhede (Agrupamento de Escolas Lima de Faria), EB/JI da Tocha, EB/JI da Gesteira, EB da Sanguinheira, JI da Sanguinheira EB2,3 João Garcia Bacelar (Agrupamento de Escolas Gândara-Mar), JI de Murtede e EB de Cantanhede-Sul (Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva), bem como um estabelecimento de ensino não agrupado, designadamente a PRODECO – Centro Social de Covões.

Digno de referência é também o facto de o Agrupamento de Escolas Gândara-Mar ter sido reconhecido como Eco-Agrupamento, uma vez que conseguiu envolver, em mais de um ano lectivo, todos os estabelecimentos de ensino do seu território educativo.

Relativamente ao ano lectivo em curso, o Município de Cantanhede e as Eco-Escolas já iniciaram a sua actividade.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com