Coimbra  19 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cantanhede: Diana Breda concorre à liderança dos Administradores Hospitalares

13 de Maio 2022 Jornal Campeão: Cantanhede: Diana Breda concorre à liderança dos Administradores Hospitalares

A presidente do Conselho Directivo do Hospital Arcebispo João Crisóstomo, em Cantanhede, apresenta-se como líder de uma lista candidata a dirigir os destinos da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), para o triénio de 2022 a 2025.

Diana Breda vai a votos no próximo dia 31 de Maio, à frente da Lista B que se apresenta como uma candidatura de renovação e alternativa à Lista A, considerada de continuidade da actual liderança de Alexandre Lourenço, presidente da Direcção da APAH desde 2016 e administrador hospitalar no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

A candidata a presidente da APAH pela Lista B, Diana Breda, avança com o mote “Pelo reconhecimento, dignificação e valorização da profissão de Administrador Hospitalar”. O seu principal objectivo é o reconhecimento da profissão de Administrador Hospitalar e a consolidação da Carreira de Administração Hospitalar.

Diana Breda é administradora hospitalar há cerca de 20 anos, tendo desenvolvido a sua actividade maioritariamente no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, onde coordenou o gabinete de internacionalização. É, desde Abril de 2020, presidente do Conselho Directivo do Hospital Arcebispo João Crisóstomo, em Cantanhede.

Os pontos essenciais do programa focam o “(Re) conhecer a administração hospitalar como carreira especial; apoiar, capacitar e valorizar os administradores hospitalares; promover a transparência da informacão; pugnar por um SNS mais forte, capacitado e eficiente; e fomentar a participação dos associados”

A candidata defende o “reconhecimento da administração hospitalar como carreira especial, que se distingue das demais carreiras do regime geral da administração pública”, assim como o reconhecimento de que “a génese da carreira reside na formação específica, complementar e selectiva em termos de pós-graduação, que não é comum em termos de administração pública”. Diana Breda propõe, também, que se proceda à revisão da carreira, considerando os administradores hospitalares que trabalhem em hospitais e noutras instituições, públicas ou privadas, da administração central directa ou indirecta, do sector empresarial ou social”.

A APAH é a organização com maior representatividade dos profissionais com funções de administração e gestão na área da Saúde em Portugal. Fundada em 1981, dedica-se a “apoiar os administradores hospitalares no desenvolvimento de elevados padrões de exercício profissional, nos múltiplos contextos organizacionais onde desempenham funções, tendo em vista contribuir para a melhoria do seu desempenho, garantindo a qualidade e excelência dos resultados em saúde em Portugal”.