Coimbra  23 de Janeiro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Canil de Coimbra e Soure evacuados durante o dia de hoje

21 de Dezembro 2019

Durante o dia de hoje, os canis municipais de Coimbra e Soure foram evacuados devido à subida das águas. Em Coimbra, o rio Mondego chegou mesmo às boxes onde estavam os animais.

As equipas municipais transportaram mais de uma centena de animais para os armazéns do antigo regimento CICA 4, contíguos ao Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, com entrada junto à igreja de Nossa Senhora da Esperança.
“Nesse espaço foi providenciada alimentação, luz, água e assistência médico-veterinária”, adianta o canil na sua página de Facebook, sublinhando que “mais de quatro dezenas de animais foram entregues a pessoas que se disponibilizaram como famílias de acolhimento”.

Já em Soure, e por medida de precaução, também os animais foram retirados. A prevenção deveu-se a uma possível ruptura “dos diques do Mondego, que podem provocar aumento rápido do rio Ega, um afluente da margem esquerda do rio Mondego”.

Os animais a cargo da Associação SourePatas foram evacuados com a ajuda do clube de caçadores, bombeiros e mergulhadores dos bombeiros de Vieira de Leiria”, explicou o presidente da autarquia, Mário Jorge Nunes.

O autarca revelou, ainda, que a “Baixa” de Soure ficou inundada e que as preocupações se centram em Figueiró do Campo e Vila Nova de Anços.

A estação da CP, em Granja do Ulmeiro, ficou igualmente inundada, o que tem impossibilitado a circulação ferroviária.

No concelho foram, entretanto, retiradas de casa 12 pessoas, duas obrigatoriamente, e outras 10 apenas por precaução.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com