Coimbra  24 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Candidato do PS Mário Garcia desiste em Góis por razões de saúde

22 de Abril 2021 Jornal Campeão: Candidato do PS Mário Garcia desiste em Góis por razões de saúde

O vice-presidente da Câmara de Góis, o socialista Mário Garcia, desistiu por razões de saúde da sua candidatura à presidência da autarquia, disse hoje o próprio à agência Lusa.

Mário Barata Garcia, de 65 anos, revelou ter comunicado, há uma semana, a sua decisão à Comissão Política Concelhia de Góis do PS, presidida por Miguel Mourão,

“Problemas de saúde e do foro estritamente pessoal”, acrescentou, foram as razões invocadas para se retirar do processo eleitoral neste concelho do interior do distrito de Coimbra, cuja Câmara Municipal é presidida por Maria de Lurdes Castanheira, que está a cumprir o terceiro mandato pelo PS.

O ex-candidato explicou que a desistência é resultado de problemas de saúde, de acordo com um recente relatório médico, situação que “não é compaginável” com a candidatura e a sua eventual eleição como presidente da Câmara nas próximas autárquicas.

“Tinha as coisas bem encaminhadas, com uma boa equipa, mas temos de ser sérios. Lamento não ter a oportunidade de vir a exercer este cargo”, declarou.

Professor de História, Mário Garcia integra o Executivo municipal de Góis, como vereador, desde 2009, ano em que Lurdes Castanheira foi eleita para o primeiro mandato na presidência, tendo passado a desempenhar as funções de vice-presidente em 2013.

“Não podia estar a enganar-me a mim e a enganar os outros. Também não é dramático”, defendeu, para realçar que, no concelho de Góis, o PS “tem várias soluções” para ultrapassar a sua desistência.

A escolha do candidato do PS à Câmara tinha sido aprovada, por maioria, em reunião da Comissão Política Concelhia do partido, no dia 27 de Março, e ratificada depois pela Federação Distrital de Coimbra, liderada por Nuno Moita, presidente do Município de Condeixa-a-Nova.

Nos 12 actos eleitorais realizados desde as primeiras autárquicas, em 1976, o PS conquistou 11 vezes a Câmara de Góis, enquanto o PSD venceu apenas uma, em 1979, elegendo Victor Dias para a presidência.

Composto por cinco lugares, o actual Executivo inclui dois eleitos do PS, dois do Grupo de Cidadãos Eleitores Independentes por Góis e um do PSD, Rui Sampaio, este já anunciado como candidato social-democrata às próximas eleições locais.