Coimbra  14 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Campeão da Europa de kayak polo decide-se em Coimbra

27 de Agosto 2019

O rio Mondego e a cidade de Coimbra acolhem, até domingo (01), o Campeonato da Europa de Kayak Polo, que além de decidir o campeão europeu, será importante para a qualificação do Campeonato do Mundo.

Disputado nas categorias de seniores e sub-21 (masculinos e femininos), nesta competição marcam presença cerca de 500 atletas, distribuídos por 49 equipas (15 equipas absolutas masculinas; nove absolutas femininas; 15 sub-21 masculinas e 10 sub-21 femininas) de 18 países.

A abertura oficial do Campeonato será amanhã (28), pelas 18h00, junto à ponte pedonal, e a competição tem início na quinta-feira (29), nos quatro campos instalados no rio Mondego. Na sexta-feira (30) as provas continuam, sendo que as finais se disputam no sábado (para a categoria de sub-21) e no domingo (no caso dos seniores).

Os 188 jogos que compõem esta competição vão ser transmitidos em directo, nos canais digitais, para todo o mundo, contando para isso com a colaboração de oito comentadores de todo o mundo, com a particularidade de, online, se poderem ver gráficos estatísticos de cada jogo, repetições, etc.

A par desta novidade tecnológica, que colocará Coimbra mais próxima de todo o mundo, também neste campeonato se estreia uma equipa feminina portuguesa de kayak polo e, também, pela primeira vez, o número de equipas femininas sub-21 é maior do que as equipas femininas seniores.

Esta era, segundo João Botelho, da FPC, uma categoria “que não havia na modalidade em Portugal, pelo que a Federação, devido à organização do Campeonato da Europa, resolveu traçar um projecto de massificação e de captação de jovens do sexo feminino para este desporto”.

Depois do sucesso do Campeonato do Mundo 2018, que teve lugar em Montemor-o-Velho, a Federação Portuguesa de Canoagem (FPC) escolheu Coimbra para acolher o Campeonato da Europa. Para Vítor Félix, presidente da FPC, esta foi uma “escolha óbvia”, até pelo facto de “a cidade já ter acolhido outras grandes realizações desportivas” e pelo “local emblemático” para a prática da modalidade.

Além de decidir quem é o campeão, o vice-campeão europeu e o terceiro lugar do pódio na modalidade de kayak polo, esta competição será fundamental para os atletas, uma vez que os oito primeiros lugares garantem acesso directo ao Campeonato do Mundo, competição em que a selecção lusa aspira participar nas categorias de seniores e sub-21 masculino.

A colaborar intrinsecamente com esta organização está o Clube Fluvial de Coimbra que, nos últimos anos, tem “fornecido muitos atletas à selecção nacional e com bastante sucesso”, como explicou Rui Garcia, do clube conimbricense.

Para Carlos Cidade, vice-presidente e vereador do Desporto da Câmara Municipal de Coimbra, a realização deste evento é “uma honra e um orgulho”. “A cereja no topo do bolo depois de 2019 ter sido para Coimbra um ano de ouro, relativamente a grandes organizações desportivas internacionais”.

Os Jogos Europeus Universitários, realizados o ano passado, foram o mote para, agora, as entidades internacionais desportivas procurarem Coimbra para a realização dos seus eventos pelo “conforto que têm no que toca à capacidade de organização das nossas instituições e dos clubes locais”.

Esta é, também, uma forma de procurar “que o kayak e a canoagem possam usufruir e aproveitar o espaço do rio Mondego e do Parque Verde de Coimbra”, sublinhou Carlos Cidade.

Pelas águas do rio Mondego passarão, por estes dias, alguns dos melhores jogadores da Europa e do mundo, como são os casos do alemão Robert Pest, do italiano Luca Bellini e do espanhol Alejandro Gordo Herrero.

No sector feminino, destaque para as alemãs Caroline Sinsel e Elena Gilles, a italiana Roberta Catania, a francesa Nais Zanfini e as britânicas Prudence Blyth e Virginia Coyles.

O campeonato, que foi considerado como ‘Ecoevento’, envolve uma logística complexa e que teve a colaboração de várias autarquias, entidades e clubes, além de cerca de 60 voluntários de vários países.

João Botelho e Vítor Félix (Federação Portuguesa de Canoagem); Carlos Cidade (vereador do Desporto da Câmara de Coimbra); Gianluca Zannoni (delegado técnico da Associação Europeia de Canoagem) e Rui Garcia (Clube Fluvial de Coimbra)

João Botelho e Vítor Félix (Federação Portuguesa de Canoagem); Carlos Cidade (vereador do Desporto da Câmara de Coimbra); Gianluca Zannoni (delegado técnico da Associação Europeia de Canoagem) e Rui Garcia (Clube Fluvial de Coimbra)

 

kayak polo - rio Mondego

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com