Coimbra  24 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Campanha “Coimbra sem Abandono Académico” angaria fundos nos concertos dos Coldplay

16 de Maio 2023 Jornal Campeão: Campanha “Coimbra sem Abandono Académico” angaria fundos nos concertos dos Coldplay

Durante os concertos da banda britânica Coldplay, que ocorrem na cidade de Coimbra entre os dias 17 e 21 de Maio, será promovida a campanha “Coimbra sem Abandono Académico”. Essa iniciativa de angariação de fundos é organizada pela rede de parceiros do Fundo Solidário NEXT, com o objectivo principal de apoiar estudantes do ensino superior que enfrentam dificuldades financeiras e académicas.

O Fundo Solidário NEXT é coordenado pelo Instituto Universitário Justiça e Paz (IUJP), da Diocese de Coimbra, e conta com a participação de várias instituições, incluindo o Politécnico de Coimbra, a Universidade de Coimbra, a Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, a Cáritas Diocesana de Coimbra e o Centro de Acolhimento João Paulo II – Coimbra.

Cada uma das instituições de ensino superior público de Coimbra envolvidas na campanha irá realizar a recolha de fundos em um dos dias de concerto (17, 18, 20 e 21 de Maio). Serão mobilizados 25 voluntários por dia, distribuídos em cinco postos de angariação localizados nas proximidades do Estádio Cidade de Coimbra, entre as 15h00 e as 19h00. Os voluntários estarão devidamente identificados e todas as pessoas interessadas em contribuir poderão fazer doações em dinheiro ou através de terminal de pagamento automático (TPA), que aceita cartão bancário e MB WAY.

Além da campanha presencial, também está em curso uma angariação de fundos online, permitindo que as pessoas contribuam através do IBAN do Fundo Solidário NEXT: PT50 0018 2221 02643654020 04 (Santander).

Para a organização, esta iniciativa já se revela uma experiência extremamente positiva para o Fundo Solidário NEXT. O director do IUJP, padre Paulo Simões, afirma: “ver estudantes e não estudantes a mobilizarem-se por esta causa e sentir o apoio das instituições é motivo de esperança”.