Coimbra  19 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Penacova lança projecto para promover a compostagem no concelho

23 de Maio 2023 Jornal Campeão: Câmara de Penacova lança projecto para promover a compostagem no concelho

A Câmara de Penacova vai avançar com um projecto de compostagem doméstica, dotando o concelho com uma rede de compostores comunitários, anunciou hoje a autarquia.

“O município de Penacova pretende fomentar a prática da compostagem no concelho, com a implementação, entre outras acções, do projecto de compostagem doméstica ‘Valorização de Biorresíduos no Município de Penacova’”, afirmou aquela câmara municipal do interior do distrito de Coimbra.

O projecto pretende promover “os conhecimentos e os recursos necessários ao desenvolvimento do processo de compostagem, com a realização de acções de formação e oferta de compostores domésticos”.

Citado na nota de imprensa, o vereador com o pelouro do Ambiente, António Magalhães Cardoso, salientou que, com o projecto, o município “pretende dotar o concelho de uma rede de compostores comunitários e domésticos, de forma a sensibilizar a população para a necessidade e importância da recolha selectiva dos resíduos que produz”.

A acção é de “extrema importância para o contributo directo da sustentabilidade ambiental no concelho, numa lógica de uma solução simples, autónoma e económica, acabando por promover, igualmente, uma redução do lixo que vai para tratamento”, frisou.

O projecto vai arrancar com acções de sensibilização e oficinas dinamizadas pelo Instituto Politécnico de Coimbra em todas as escolas básicas do concelho de Penacova e a instalação de compostores nesses estabelecimentos.

De acordo com o município, a iniciativa “contribuirá também para a reciclagem de qualidade e para a promoção da produção e aplicação de fertilizantes orgânicos de elevada qualidade”.

No âmbito do projecto, está também prevista a implementação de um projecto piloto de compostagem doméstica e de compostagem comunitária e ainda um outro de recolha porta a porta dos biorresíduos produzidos pelas instituições particulares de solidariedade social, restauração e cemitérios.

“Com um investimento total a rondar os 43 mil euros, o projecto de valorização dos biorresíduos surgiu no âmbito de uma candidatura ao Fundo Ambiental, levada a cabo pelos municípios que compõem a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra”.