Coimbra  1 de Março de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Oliveira do Hospital já assinou documentos para obras do centro histórico

20 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Câmara de Oliveira do Hospital já assinou documentos para obras do centro histórico

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital assinou, esta terça-feira (19), os autos de consignação das obras de requalificação do centro histórico, que dada a sua complexidade será dividida em quatro lotes e que terá início na próxima segunda-feira (25).

Na sessão foram assinados os autos relativos aos lotes B, C e D. Os dois primeiros serão da responsabilidade da empresa Amadeu Gonçalves Cura e Filhos, Lda., e têm o valor, com IVA, de 604 148,99 euros e de 603 796,86 euros, respectivamente. Por sua vez, o lote D ficará a cargo da empresa Manteivias Engenharia e Construção S,A. e representa um investimento de 635 949,04 euros.

As obras destes três lotes têm um prazo de execução de 365 dias, ficando o lote A, por representar intervenções mais complexas, para a última fase dos trabalhos a iniciar.

Com as obras previstas no “Programa para a reabilitação/qualificação do Núcleo Histórico de Oliveira do Hospital”, a Câmara Municipal pretende reabilitar e vivificar o núcleo histórico, que já foi “o coração habitacional da cidade”, e reforçar o papel que este representa.

Segundo o Município, este programa fundamenta-se em três componentes que se articulam entre si – “reforço da visibilidade e centralidade do núcleo histórico, a qualificação da globalidade do espaço público e a adopção de estratégia e de plano de acção para a reabilitação e efectivo uso dos edifícios”.

“Esta obra era um dos maiores anseios dos Oliveirenses. A cidade de Oliveira do Hospital jamais será igual ao que era”, disse José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara Municipal, que garantiu que os trabalhos vão conferir um “novo figurino a toda a parte antiga da cidade”.

O Executivo, que tem vindo a promover contactos próximos com os diversos agentes desta área da cidade, desafiou os moradores e comerciantes da zona histórica a formarem uma comissão de acompanhamento que participe, como interlocutor, no processo das obras.

A requalificação da zona história é uma das grandes obras previstas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) que, em Oliveira do Hospital, está associada a um investimento superior a cinco milhões de euros.