Coimbra  12 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Góis celebrou protocolo com Direito do Consumo

7 de Abril 2024 Jornal Campeão: Câmara de Góis celebrou protocolo com Direito do Consumo

A Câmara de Góis celebrou um protocolo de cooperação com a apDC – Associação Portuguesa de Direito do Consumo, através do Gabinete de Apoio ao Cliente Bancário.

A apDC passa a prestar assistência aos consumidores de Góis neste domínio, de modo gracioso aos interessados e sem encargos para o Município.

Firmaram o  protocolo o presidente da Câmara Municipal de Góis, Rui Sampaio, e a directora do Gabinete, Cristina Freitas, em representação da apDC e da sua presidente, Susana Almeida.

Presentes a vereadora Paula Matos e o coordenador do Centro de Informação Autárquico ao Consumidor de Góis, recentemente criado, Miguel Mourão, assim como o presidente emérito da apDC, Mário Frota.

No uso da palavra, por ocasião da celebração do protocolo, o presidente da Câmara Rui Sampaio realçou a necessidade de os Municípios criarem suficientes mais-valias para os seus habitantes, prestando-lhes os serviços de que carecem para exercerem a sua cidadania, o que não está ao alcance de quem quer. E congratulou-se pelo enlace, tanto mais que a apDC é uma instituição acreditada e com relevantes serviços prestados a Portugal e aos portugueses.

Mostrou a sua enorme satisfação pela presença do seu antigo professor, o presidente emérito da apDC que há décadas se consagra com elevação à “Causa de Cidadania” que há que realçar sobremodo.

A directora do Gabinete, Cristina Freitas, traçou o perfil das actividades desenvolvidas no seu departamento, do relevante papel que a informação tem na vida das pessoas, mormente das que acedem ao crédito em instituições bancárias e sociedades financeiras e da importância do exercício de direitos e deveres numa área sensível da vida de cada um e todos. E do papel que a literacia financeira representa para que a normalidade seja a tónica na vida de todos os dias dos cidadãos consumidores.

O presidente emérito da apDC, Mário Frota, realçou o papel da formação, da informação e da protecção no quadro de uma qualquer política de consumidores. E recordou uma velha máxima angolana, que se repetia à exaustão nas terras do Sul de Angola, berço quer do presidente da Câmara quer do próprio, de que a Europa tantas vezes se esquece, a propósito da solvabilidade de quem se habilita à concessão do crédito: “Só se empresta um cabrito a quem tem um boi”.

“Se se inverter o paradigma, como vem sucedendo, é o crédito selvagem que passa a infernizar a vida dos cidadãos de qualquer espaço e a perturbar o dia-a-dia das famílias. Este lema deveria constar em letras garrafais das fachadas das instituições de crédito”, considerou.

Foto: Francisco Oliveira