Coimbra  17 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra solidária hasteia bandeira ucraniana no seu edifício

26 de Fevereiro 2022 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra solidária hasteia bandeira ucraniana no seu edifício

A Câmara Municipal de Coimbra solidarizou-se com a Ucrânia, que foi invadida na madrugada desta quinta-feira pela Rússia, hasteando a bandeira ucraniana no seu edifício.

O município de Coimbra informa que está a acompanhar “com grande preocupação” os acontecimentos na Ucrânia, na sequência do ataque militar levado a cabo pela Rússia.

Este ataque é uma “clara violação dos princípios que regulam a coexistência pacífica entre as nações”, sublinha a autarquia.

Por forma a manifestar a total solidariedade da Câmara de Coimbra para com a população ucraniana, expressando o desejo e apelo a que seja colocado um fim a este conflito e que se estabeleça a paz e o diálogo, o município hasteou no seu edifício a bandeira da Ucrânia.

O executivo municipal de Coimbra envia ainda uma mensagem de solidariedade à comunidade ucraniana residente na região.

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocaram pelo menos mais de 120 mortos, incluindo civis, e centenas de feridos, em território ucraniano, segundo Kiev. A ONU deu conta de 100.000 deslocados no primeiro dia de combates.

O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que a “operação militar especial” na Ucrânia visa “desmilitarizar e desnazificar” o seu vizinho e que era a única maneira de o país se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário, dependendo de seus “resultados” e “relevância”.

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional e motivou reuniões de emergência de vários governos, incluindo o português, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), União Europeia (UE) e Conselho de Segurança da ONU, tendo sido aprovadas sanções em massa contra a Rússia.