Coimbra  16 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra não confirma nem nega rumores de saída de director

7 de Novembro 2018

A Câmara de Coimbra está, desde a tarde de ontem, sem confirmar ou negar rumores de que o director do Departamento Financeiro e de Inovação Organizacional, Mário Gaspar, renunciou ao cargo.

Face a rumores de que se desvinculou do cargo o sobredito director, ampliados pela ausência dele, há uma semana, da praça de 08 de Maio, a Redacção do “Campeão” instou a autarquia a esclarecer a situação de Mário Gaspar.

As divisões de Contabilidade e Finanças, de Património e Aprovisionamento e de Planeamento e Controlo funcionam sob a alçada do referido departamento (DFIO).

Mário Gaspar terá renunciado ao cargo na sequência da suspensão da mais recente reunião extraordinária da autarquia, reatada, a 31 de Outubro, para aprovação do orçamento camarário, depois de a receita haver aumentado perto de dois milhões de euros (de 98,91 para 100,89).

O economista ingressou na Câmara Municipal de Coimbra para assessorar o presidente, em Novembro de 2013, e, sob secretismo, ascendeu a director municipal, cargo que foi extinto ao abrigo de uma reestruturação orgânica. A função de director de departamento foi confiada a Mário Gaspar em meados de 2014.

No começo de 2015, Gaspar protagonizou uma divergência de pontos de vista com a vereadora Carina Gomes.

O titular do DFIO levantou dúvidas perante uma iniciativa da autarca, que puxou pelos «galões» apesar de ele não estar sob a alçada funcional dela, e o economista não obteve, inicialmente, do presidente da Câmara, Manuel Machado, o respaldo a que aspirava.

Neste contexto, Mário Gaspar gozou, então, dois dias de férias, atitude que deu nas vistas por ter sido conjugada com a arrumação de papéis.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com