Coimbra  27 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra lança concursos para remoção de amianto nas escolas

2 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra lança concursos para remoção de amianto nas escolas

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) anuncia que já lançou todos os concursos públicos para a remoção de fibrocimento (que tem amianto) em oito escolas do concelho, num investimento global que pode ascender aos 800 000 euros.

Estão abrangidos os Jardins-de-Infância de Brasfemes e da Solum, as Escolas Básicas Eugénio de Castro, de Ceira, de São Silvestre, de Taveiro e de Trouxemil e a Escola Secundária Jaime Cortesão.

Nos Jardins-de-Infância de Brasfemes e da Solum, nas Escolas Básicas Eugénio de Castro, de Ceira, de São Silvestre, de Taveiro e de Trouxemil e na Escola Secundária Jaime Cortesão as obras prevêem a remoção global de aproximadamente 13 000 m2 de fibrocimento.

A intervenção na EB Eugénio de Castro foi alvo de um concurso público e prevê um investimento de 369 000 euros. A obra será executada de forma faseada, bloco a bloco, para minimizar os impactos na vida normal da comunidade educativa. A empreitada consiste na remoção de cerca de 6000 m2 “de chapas de fibrocimento; reparação e impermeabilização das coberturas planas, assim como das caleiras; fornecimento de chapa perfilada de aço galvanizado termolacado; e demais trabalhos, para uma perfeita realização de obra”, pode ler-se na informação técnica dos serviços municipais.

A intervenção nas Escolas Básicas de Ceira, de São Silvestre, de Taveiro e de Trouxemil e na Escola Secundária Jaime Cortesão também já avançou num concurso único para a remoção de cerca de 6 500 m2 de fibrocimento e que prevê um investimento que ascende aos 435 000 euros. A empreitada será divida em três lotes: Escola Básica de Taveiro (Lote 1); Escola Básica de Ceira (Lote 2); Escola Básica de Trouxemil, de São Silvestre e Escola Secundária Jaime Cortesão (Lote 3).

Já para a intervenção nos Jardins de Infância de Brasfemes e da Solum foi aberto outro concurso que prevê um investimento de cerca de 19 000 euros, para a remoção de 120 m2 e 60 m2 de fibrocimento, respectivamente.

Recorde-se que estas empreitadas serão financiadas pelos Programas Operacionais Regionais, anunciou o Governo, a 23 de Junho, durante a assinatura de um protocolo com a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), também presidida por Manuel Machado, para a colaboração das autarquias na remoção de fibrocimento nos edifícios escolares, numa sessão onde também esteve presente o primeiro-ministro, António Costa.

A Câmara de Coimbra refere que o investimento na educação é “uma das grandes prioridades” do Município, acrescentando que “tem reforçado anualmente o investimento, quer na requalificação do parque escolar, quer no Programa Municipal de Acção Social Escolar, que pretende garantir a igualdade de oportunidades no acesso à educação, suavizar os orçamentos das famílias e valorizar a escola pública, sendo ainda um estímulo à natalidade e fixação de famílias no concelho”.

Para o ano lectivo de 2020/2021, este programa municipal deverá abranger cerca de 15 000 crianças e jovens e representa um investimento global superior a 9,3 milhões de euros, uma previsão superior em três milhões relativamente ao ano transacto, e que se prevê distribuir da seguinte maneira: 5,5 milhões euros para refeições (almoços e lanches), leite escolar e fruta escolar; 250 000 euros para cadernos de exercícios; 45 000 euros para material escolar de desgaste; 95 000 euros para apoio às actividades de complemento curricular; 216 000 euros para apoio familiar como prolongamento de horário no pré-escolar e 3,2 milhões de euros para transporte escolar.