Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra iniciou plantação de árvores entre o Rebolim e a ponte da Portela

7 de Abril 2021 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra iniciou plantação de árvores entre o Rebolim e a ponte da Portela

A Câmara Municipal (CM) de Coimbra iniciou, esta quarta-feira (07), a plantação de mais de quatro centenas de novas árvores entre a praia fluvial do Rebolim e a ponte da Portela.

A intervenção visa a requalificação ambiental e ecológica, a melhoria do escoamento nas áreas inundáveis em situação de cheia do Mondego e dar a possibilidade aos cidadãos de poderem usufruir do espaço ribeirinho.

O que anteriormente era ocupado por espécies infestantes, canas, silvas, acácias e lixo, pneus, carcaças de automóveis, fibrocimento, cerâmica e animais mortos, vai dar agora lugar a freixos, amieiros e salgueiros, que estão a ser plantados, de forma linear e alternada, com espaçamento de 10 metros entre si e com uma distância de um metro do limite do talude do rio Mondego.

Numa segunda linha, está também prevista a plantação de sobreiros, entre outras espécies, tendo essa informação já sido comunicada à Agência Portuguesa do Ambiente e ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, de acordo com a legislação em vigor.

A plantação das mais de quatro centenas de árvores do projecto Floresta Comum vai, assim, beneficiar a praia fluvial do Rebolim e toda a sua zona envolvente até à ponte da Portela. Um espaço que, devido às suas qualidades ambientais e paisagísticas e ao conjunto de intervenções de beneficiação realizadas pela autarquia, tem vindo a ganhar protagonismo junto da população de Coimbra, nomeadamente para actividades de convívio e lazer.

A praia fluvial do Rebolim tem sido um sucesso nos últimos dois anos, depois de várias décadas abandonada. Este ano, pela primeira vez, a autarquia já candidatou a água balnear, que se encontra em apreciação pela APA/Administração da Região Hidrográfica do Centro, e também candidatou ao galardão de Bandeira Azul 2021.

Com o conjunto de intervenções de beneficiação, actualmente a zona conta com estacionamento (269 lugares, com oito lugares para cidadãos portadores de deficiência), sinalética direccional e informativa, sanitários (incluindo para cidadãos portadores de deficiência), parque de merendas e estrutura de apoio à praia e aos nadadores-salvadores. A área dispõe, ainda, de todos os materiais e equipamentos de vigilância e prestação de salvamento, socorro a náufragos e assistência a banhistas. E, não menos importante, a avaliação da qualidade da água está em conformidade para o uso balnear.

Esta operação está integrada na estratégia da Câmara de virar a cidade para o Mondego, num investimento global que, nos últimos anos, já ascende previsivelmente a 30 milhões de euros.