Coimbra  25 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra formaliza contratos para ampliação de cemitérios nas Freguesias

19 de Novembro 2020 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra formaliza contratos para ampliação de cemitérios nas Freguesias

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, formalizou três contratos de delegação de competências para a execução de obras de ampliação nos cemitérios de Ceira, São Martinho de Árvore e Torres do Mondego, a que acresce a ampliação do cemitério do Ameal, cujo contrato já tinha sido formalizado em Setembro.

As obras vão ser realizadas pelas respectivas Juntas de Freguesia, a quem compete, agora, avançar com os procedimentos para a execução da obra.

A intervenção no cemitério de Torres do Mondego, que prevê um investimento de mais de 143 000 euros, consiste na execução de muros e na ampliação que vai possibilitar a existência de mais 89 campas, repartidas por três talhões.

Já no que diz respeito ao cemitério de Ceira, prevê-se que a ampliação possibilite a existência de mais 144 campas, repartidas por dois talhões, enquanto o de São Martinho de Árvore possibilitará um acréscimo de 135 campas, repartidas por três talhões.

O preço base estimado para a intervenção no cemitério de Ceira é de cerca de 159 000 euros e para o de São Martinho de Árvore é de mais de 83 800 euros.

Quanto à intervenção no cemitério do Ameal, esta representa um investimento de cerca de 153 000 euros.

Com estas obras de alargamento, os cemitérios vão ficar com uma capacidade para um período superior a 50 anos e todas as minutas dos contratos que serão outorgados sublinham que as Freguesias ou Uniões de Freguesia não podem autorizar a concessão de terrenos dos cemitérios para a construção de jazigos ou instalação de sepulturas perpétuas.