Coimbra  22 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra fez minuto de silêncio em memória de Teresa Granado

6 de Setembro 2021 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra fez minuto de silêncio em memória de Teresa Granado

O Executivo da Câmara de Coimbra fez esta segunda-feira, no início da reunião, um minuto de silêncio em memória da fundadora da Comunidade Juvenil de São Francisco de Assis, falecida há uma semana.

Com o acordo de todos os vereadores, o presidente da Câmara, Manuel Machado, disse que Teresa Granado foi “uma relevante personalidade de Coimbra em prol da solidariedade, uma mulher de bom trato e que representa tudo o que de melhor s epode fazer em vida”.

Teresa Granado faleceu a 31 de Agosto, aos 92 anos, na sequência de um AVC do qual estava em convalescença e o funeral realizou-se a 1 de Setembro.

Teresa Granado nasceu na Covilhã, a 29 de Março de 1929, e a sua preocupação com os excluídos começou cedo, acompanhando o seu pai (médico) e visitando os reclusos. Em França entrou para a congregação das Franciscanas Missionária de Maria e este em Itália e Macau.

De regresso a Portugal, em 1963, assumiu, por indicação de Bissaya Barreto, a direcção da Escola Social Normal de Coimbra, instituição que deu origem ao antigo Instituto Superior de Serviço Social.

Teresa Granado lançou, em 1968, na Rua Luiz de Camões, a primeira pedra da que viria a ser a Comunidade Juvenil S. Francisco de Assis, que passou para Bemcanta antes de se fixar no Bairro de S. Miguel, Eiras. Este projecto alargou-se, depois a Olho Marinho, Vila Nova de Poiares, onde foi criada outra casa de acolhimento.

A actividade de ajuda ao próximo, especialmente às crianças e jovens, foi distinguida com a “Medalha de Abnegação” da Cidade de Coimbra, atribuída a 4 de Julho de 1993, o Prémio Ângelo de Almeida Ribeiro, atribuído em 2002 pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados e uma distinção, em 1997, pelo Presidente da República, Jorge Sampaio.