Coimbra  8 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra cria lugares de estacionamento para motociclos

8 de Março 2021 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra cria lugares de estacionamento para motociclos

O Executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) aprovou, hoje, uma proposta de criação e sinalização de lugares de estacionamento de motociclos na zona da Baixa da cidade.

Esta medida visa criar alternativas ao estacionamento ilegal, em particular na zona da Baixa da cidade e pretende-se, assim, melhorar a gestão do espaço urbano, permitir uma circulação mais fluída e segura e, ao mesmo tempo, menos poluente.

A zona do Mercado Municipal D. Pedro V, da Praça 8 de Maio e da Loja do Cidadão são algumas das áreas idealizadas para o efeito.

O estacionamento de motociclos tem vindo a ser uma problemática em algumas das principais artérias da cidade de Coimbra, em particular na zona da Baixa. A facilidade de paragem, mesmo em locais desadequados para o efeito, tem sido uma constante, indicam os serviços municipais, sendo as zonas da Portagem, da Praça 8 de Maio e junto à Loja do Cidadão algumas das mais ocupadas por motociclos, condicionando os acessos pedonais nesses locais. Razões que levaram os serviços a apresentarem uma proposta de criação e sinalização de estacionamento para motociclos nos locais referidos, como uma alternativa viável ao estacionamento deste tipo de veículos.

O objectivo passa por garantir melhores condições de circulação, fluída e segura, melhorar a gestão do espaço urbano, promover a utilização do transporte coletivo e da partilha do veículo automóvel, apresentando-se como uma solução menos poluente e mais benéfica para o ambiente. Os lugares de parqueamento deverão estar devidamente sinalizados no pavimento, fora das áreas pedonais, salvaguardando a segurança rodoviária, a preservação dos pavimentos e a proteção ambiental.

Assim, foram idealizados os seguintes locais de estacionamento para motociclos:

Mercado Municipal D. Pedro V, junto ao cais de cargas e descargas, um local próximo da Baixa e dos serviços;

Rua do Colégio Novo, na confluência da rua Fonte Nova com a rua Martins de Carvalho e rua do Colégio Novo, de modo a aproveitar o espaço que antecede a zona de estacionamento sujeita a pagamento, onde não é possível o estacionamento de veículos automóveis, mas sim o estacionamento de motociclos;

Rua Martins de Carvalho, uma alternativa de proximidade ao estacionamento realizado na Praça 8 de Maio, na confluência da rua Martins de Carvalho e da travessa Martins de Carvalho, na zona de acesso automóvel condicionado;

Loja do Cidadão, igualmente uma zona de proximidade à Baixa, no largo das Olarias, junto à entrada pedonal para o estacionamento subterrâneo.

Esta medida prevê, ainda, a redução de dois lugares reservados para a CMC, na zona do Mercado Municipal D. Pedro V, bem como reverterá a favor da autarquia os quatro lugares reservados para a Portugal Telecom, junto ao edifício dos CTT, de modo a garantir e reforçar o número de lugares disponíveis nesta zona, servindo em proximidade os Paços do Concelho.