Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra avança com plano de testagem aos trabalhadores dos SMTUC

31 de Março 2021 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra avança com plano de testagem aos trabalhadores dos SMTUC

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) vai avançar com um plano de testagem à covid-19 aos trabalhadores dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) com maior exposição ao risco de contágio.

Esta é uma medida de saúde pública que visa detectar e interromper precocemente eventuais cadeias de contágio, agora que está previsto no plano de desconfinamento do Governo que as actividades escolares presenciais, do pré-escolar ao 3.º Ciclo, retomem a partir de 05 de Abril.

O plano vai ser feito através de testes rápidos de antigénio à covid-19, realizados pela Cruz Vermelha Portuguesa.

O objectivo é detectar eventuais cadeias de contágio junto dos trabalhadores com maior risco de exposição, isto é, agentes únicos (motoristas), bilheteiros

e fiscais.

A metodologia de testagem passa por uma selecção aleatória entre os cerca de 330 trabalhadores destes serviços, dos quais se excluem os que tenham tido resultado positivo à covid-19 recentemente e os que, à data, já tenham sido vacinados.

A selecção será de 30 trabalhadores por semana, considerando 15 testes efectivos e 15 trabalhadores suplentes. A marcação será efectuada com 72 horas de antecedência e a realização dos testes será no horário previamente definido com a Cruz Vermelha Portuguesa, sempre sem comprometer o normal funcionamento dos serviços.

O resultado do teste será enviado para o trabalhador, que deverá depois informar o seu superior hierárquico.

O processo de testagem é inteiramente voluntário, sendo que a autarquia apela à colaboração de todos os trabalhadores, de modo a que seja possível cumprir da melhor forma o objetivo de disseminação do vírus nos SMTUC, que prestam serviços imprescindíveis à população.

Esta medida foi adoptada na prossecução da responsabilidade que assiste à entidade empregadora na salvaguarda da segurança e saúde dos seus trabalhadores, tendo em conta o reinício das atividades escolares a 05 de abril, entre outras medidas de desconfinamento definidas pelo Governo, e tem como objectivo prevenir a disseminação do coronavírus numa altura de maior desconfinamento e consequentemente maior número de contactos, interrompendo precocemente eventuais cadeias de contágio.

A autarquia já adoptou esta medida para outros serviços classificados como imprescindíveis e que estão mais expostos ao risco de contágio, designadamente os Bombeiros Sapadores (com testagem antes da entrada de cada turno ao serviço), os agentes de Polícia Municipal e os técnicos superiores responsáveis pela monitorização do serviço de refeições nos estabelecimentos escolares.