Coimbra  8 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra arranca com requalificação do passeio na Estrada de Coselhas

3 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra arranca com requalificação do passeio na Estrada de Coselhas

A intervenção na estrada de Coselhas, prevista na empreitada de requalificação do separador central do troço Norte da avenida Fernão de Magalhães até à Casa do Sal, vai arrancar na primeira semana de Janeiro.

A obra consiste na reformulação e melhoramento do passeio que dá continuidade aos passeios da avenida Fernão de Magalhães e rua Figueira da Foz, estando prevista a colocação de árvores e respectivas caldeiras, do lado nascente. Esta obra, que tem uma duração prevista de 45 dias, vai condicionar a circulação do trânsito no local, obrigando à supressão da via da direita para permitir a segurança no decorrer dos trabalhos.

A montagem de sinalização temporária e a vedação da zona de trabalhos vai ser implementada já a partir da próxima segunda-feira (04). O trânsito vai passar, assim, a ficar condicionado, de forma a garantir a circulação de peões naquele troço, nas devidas condições de segurança.

A empreitada prevê a instalação de infraestruturas eléctricas e de telecomunicações, trabalhos de rede de drenagem, trabalhos de paisagismo e a execução do passeio em calçada, tem a duração prevista de 45 dias e vai realizar-se no período diurno.

Recorde-se que a intervenção visa “melhorar as condições de segurança na circulação pedonal e criar uma via de acesso directo para veículos de emergência a caminho dos hospitais”, nota a autarquia. A obra foi consignada, em Agosto passado, à empresa Civibérica – Obras Civis, SA., por 677 764 euros, com um prazo de execução de 330 dias. A empreitada pretende dar continuidade ao alargamento do lancil central na avenida Fernão de Magalhães, de dois para três metros, entre a rua Padre Estevão e a Casa do Sal, substituindo-se os actuais lancis de betão com calçadinha por lancis de granito com relva.

A intervenção contempla, ainda, a instalação de um sistema de rega, a colocação de novas árvores e a instalação de pavimento podotáctil junto às passadeiras. Na Casa do Sal, que é um ponto de entrada na cidade, mas também um ponto de circulação e permanência de peões – pela sua proximidade à estação ferroviária e pela existência de um jardim para lazer e convívio de crianças –, a intervenção visa eliminar os lugares de estacionamento do separador central – por razões de segurança – e reforçar a componente paisagística com o alargamento da área relvada e a colocação de novas árvores.

A circulação pedonal será reforçada em locais mais seguros, como os separadores e os passeios laterais. Será, ainda, criada uma faixa de circulação para veículos de emergência na Casa do Sal, aproveitando a configuração atual do separador central.

A intervenção na rua Figueira da Foz, que teve início em Novembro passado, também faz parte da empreitada. O objectivo passou, pois, por colmatar a ausência de passeio em alguns pontos da rua Figueira da Foz, de forma a aumentar a segurança dos peões. Já na confluência com a Casa do Sal, no sentido descendente, será alargada a faixa da direita, que dá acesso à Estrada de Coselhas.