Coimbra  24 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Câmara de Coimbra altera política de distribuição de cadernos de exercícios

21 de Agosto 2023 Jornal Campeão: Câmara de Coimbra altera política de distribuição de cadernos de exercícios

A Câmara Municipal de Coimbra anunciou hoje uma mudança na sua política de distribuição de cadernos de exercícios para os alunos do 2.º ciclo. De acordo com a decisão tomada pelo município, a partir deste ano lectivo, os cadernos de exercícios serão disponibilizados apenas aos alunos abrangidos pelo subsídio escolar, numa medida que visa direccionar os recursos para aqueles que mais necessitam.

O presidente da Câmara de Coimbra, José Manuel Silva, informou durante uma reunião do executivo que todos os pais dos alunos foram devidamente informados sobre quem seriam os beneficiários desta nova política. O presidente destacou que a Câmara Municipal continuará a garantir a gratuidade dos cadernos de exercícios para todos os alunos do 1.º ciclo da rede pública, independentemente das suas condições económicas.

No 2.º ciclo, a distribuição dos cadernos de exercícios será destinada exclusivamente aos alunos integrados nos três escalões da acção social escolar. Esta mudança representa uma alteração em relação ao ano lectivo anterior, no qual os cadernos de exercícios eram disponibilizados a todos os alunos dos 1.º e 2.º ciclos da rede pública, independentemente da sua situação económica.

O presidente da Câmara, eleito pela coligação Juntos Somos Coimbra (PSD/CDS/Nós/Cidadãos!/PPM/Aliança/RIR e Volt), enfatizou que esta decisão reflecte uma abordagem socialista, que visa apoiar aqueles que realmente necessitam de assistência, evitando desperdícios de recursos.

José Manuel Silva também explicou que, no próximo ano lectivo, os encarregados de educação terão a possibilidade de adquirir os cadernos de exercícios no comércio local. Após a compra, deverão apresentar a factura à Câmara Municipal através da plataforma SIGA para solicitar o reembolso.

Esta medida representa uma mudança em relação à prática anterior, na qual o município adquiria os cadernos através de um concurso externo e os distribuía aos alunos. Com a nova abordagem, a Câmara incentiva o apoio ao comércio local ao mesmo tempo que permite aos pais serem reembolsados pelos gastos com os cadernos.

Ainda no período antes da ordem do dia, Regina Bento questionou o executivo sobre a mudança do local para o fornecimento de refeições a pessoas em situação de sem-abrigo em Coimbra, que passou da rua da Figueira da Foz para um quiosque municipal na zona da Casa do Sal.

José Manuel Silva defendeu a deslocalização por o actual local ter condições mais dignas para as pessoas em situação sem-abrigo poderem receber as suas refeições, justificando também a mudança por haver “vizinhos que estavam incomodados”, na anterior localização.