Coimbra  22 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Calvão da Silva/óbito: Paulo Mota Pinto recorda clareza e brilhantismo

20 de Março 2018

Paulo Mota Pinto, ex-juiz do Tribunal Constitucional, recorda, em declaração ao “Campeão”, “a clareza e brilhantismo” do seu antigo mestre Calvão da Silva, falecido hoje.

Eis, na íntegra, o teor do depoimento daquele docente da Faculdade de Direito de Coimbra:

“Portugal, Coimbra e a Universidade portuguesa perderam um grande Professor, um excelente jurista e uma pessoa de grandes qualidades humanas.

João Calvão da Silva aliava a um raciocínio rápido a grande capacidade de trabalho, jovialidade, humor e alegria de viver, bem como um elevado sentido do dever cívico e a vontade de estar próximo dos seus concidadãos. Demonstrou-o sempre que foi chamado a exercer funções públicas.

Fui seu aluno e recordo a clareza e brilhantismo com que fazia parecer simples as questões jurídicas mais complexas.

Os seus alunos nunca o esquecerão.

Por mim, perdi um grande amigo.

Portugal ficou mais pobre”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com