Coimbra  24 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Burlado pela Internet depois de contactar com homem que dizia fazer empréstimos

30 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Burlado pela Internet depois de contactar com homem que dizia fazer empréstimos

Um homem, de 49 anos, denunciou à Polícia de Segurança Pública (PSP), na Esquadra da Figueira da Foz, ter sido vítima de uma burla, pela Internet, depois de ter contactado com um indivíduo que dizia fazer empréstimos de dinheiro.

Segundo o burlado explicou à PSP, o contacto aconteceu “no início do mês, com um homem que, na Internet, dizia fazer empréstimos de dinheiro. Os trâmites do negócio foram acordados por email, sendo que para se concretizar havia lugar ao pagamento de um valor por parte do interessado e, assim que efectuado, ser-lhe-ia depositado o montante solicitado”.

A vítima procedeu, assim, a duas transferências no valor de algumas centenas de euros, “mas o empréstimo combinado não se verificou”, adianta a Polícia, sublinhando que “quando, no dia 28 de Setembro, o suspeito solicitou nova transferência, a vítima começou a desconfiar e recusou-se a fazê-la, tendo sido informado pelo suspeito de que o ‘contrato’ havia sido quebrado, levando-o a perder o valor já transferido”.

O denunciante acredita, por isto, ter sido vítima de burla.

A PSP volta a alertar os cidadãos para este tipo de burlas online, que continuam “a ter um forte impacto na comunidade e na vida das pessoas”. O crime “assenta na fragilidade ou falta de informação das vítimas como oportunidade para os burlões, que se apresentam como familiares, conhecidos ou funcionários de instituições reconhecidas, ganhando desta forma a sua confiança” e “apesar dos diferentes alertas da PSP” é importante reforçar que “os créditos não devem ser contratados através de redes sociais ou outra forma não oficial. Procure sempre uma instituição bancária credível e oficial”.

“Relembramos que não deve confiar cegamente em alguém, apenas por se apresentar de forma convincente ou afável”, alerta a PSP, acrescentando que caso se veja “confrontado com uma situação como a descrita tente chamar alguém para junto de si e não tome decisões sozinho ou sem ponderação”. E, em caso de dúvida, chamar sempre a força policial da área em que se encontra.

A Polícia de Segurança Pública informa que o crime de burla (artigo 217.º do Código Penal) é punido com pena de prisão até três anos ou multa e para haver procedimento criminal é necessário formalizar queixa.

Homem detido no Loreto por tráfico de droga

Esta manhã, cerca das 08h15, um homem de 53 anos foi detido, na zona do Loreto, em Coimbra, pelo crime de tráfico de estupefacientes.

Segundo a PSP, a detenção foi “o resultado de um inquérito a decorrer na Esquadra de Investigação Criminal de Coimbra relacionado com a prática de um crime contra a integridade física, ocorrido nesta cidade”. Assim, “no âmbito de um mandado de detenção e busca domiciliária na casa do suspeito, foram encontradas e apreendidas 433 doses individuais de Heroína, 525 euros em notas, três telemóveis e uma balança de precisão com vestígios de estupefaciente”, esclarece.

O detido encontra-se nos quartos de detenção da PSP de Coimbra, onde aguarda apresentação a primeiro interrogatório judicial, amanhã (01).