Coimbra  20 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Bot Olympics com inscrições abertas para a 5.ª edição

22 de Janeiro 2019

A quinta edição da maior competição de robótica da região Centro – ‘Bot Olympics’ – realiza-se, em Coimbra, de 21 a 24 de Fevereiro, e tem inscrições abertas até à próxima sexta-feira (25).

O evento, promovido pelo Núcleo de Estudantes de Engenharia Electrotécnica e de Computadores da Associação Académica de Coimbra (AAC), em parceria com o Clube de Robótica da Universidade de Coimbra, vai ter lugar no polo II da UC, passando no dia 24 de Fevereiro (o último), para a praça central do centro comercial Alma Shopping. Esta é, por isso, uma forma de “ter assistência de todo o público”.

Segundo os organizadores, “esta competição tem sido caracterizada pela sua forte componente de formação direccionada para alunos de engenharia do ensino superior e alunos do ensino secundário de todo o país, sendo que este ano será, também, aberta a alunos do 3.º ciclo do ensino básico”.

“As escolas, hoje, já trabalham mais com programação e têm clubes de robótica. Já fazíamos o contacto directo com as escolas e várias pediam a prova para o ensino básico”, explicou João Bento, coordenador do evento, esperando que as inscrições esgotem em todas as categorias.

Para o responsável, esta competição tem “um espírito bastante dinâmico, que envolve diferentes idades e permite o contacto dos alunos do ensino secundário e básico com a engenharia electrotécnica” e com uma área que poderão seguir no futuro.

O evento tem registado interesse de escolas de distritos vizinhos, mas, também, de estabelecimentos de ensino “de Santarém ou do Algarve, por exemplo”.

O principal objectivo da ‘Bot Olympics’ é “colocar os participantes em contacto mais directo com a área da robótica, desde o processo de construção dos robôs à implementação dos algoritmos nas placas de arduino, estando sempre apoiados por mentores prestáveis e competentes”.

O encontro é constituído por três provas: a ‘FCTUC’, para alunos do ensino universitário; a prova ‘BOT’N ROLL’ para alunos do ensino secundário; e a prova ‘SPC’ para estudantes do 3.º ciclo.

As equipas são compostas por quatro elementos, sendo possível a inscrição individual na prova ‘FCTUC’, que consiste “em desenvolver um robô que detecte fogo numa divisão de uma casa e o apague, num ambiente simulado”. A prova ‘BOT’N ROLL’ e a prova ‘SPC’ consistem em “desenvolver um robô, que seja o mais rápido possível a atravessar uma pista, ultrapassando vários obstáculos e seguindo determinados caminhos”, revela a organização.

Os alunos chegam no dia 21 de Fevereiro, tendo formações entre a noite desse dia e no dia seguinte de manhã, sendo que têm a partir das 17h00 desse dia até 24 de Fevereiro, à hora de almoço, para escreverem o código e tentar resolver o desafio colocado.

No caso do ensino básico, as equipas têm que pôr o robô a fazer um percurso delineado por uma linha numa arena, sem que bata nas paredes ou nos obstáculos. “Ganha quem conseguir fazer o percurso no menor tempo e sem tocar nas paredes ou nos obstáculos, que dão penalizações”, aclarou o responsável.

Já para o ensino secundário, a prova é semelhante, sendo que a diferença passa por os alunos terem que fazer programação normal, em C++ (linguagem de programação), enquanto no básico a programação é por blocos.

No ensino superior, a arena “simula uma casa em que está a decorrer um incêndio num dos quartos. O robô tem de percorrer os vários espaços até descobrir o incêndio e apagar a vela”.

O prazo de inscrições para participantes, mentores e voluntários (em https://botolympics.pt/) termina na sexta-feira (25), sendo que podem participar, no máximo, 120 alunos, num total de 30 equipas, com quatro membros cada.

Todas as informações e novidades o evento podem ser acompanhadas através do Facebook do evento: https://www.facebook.com/botolympics/.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com