Coimbra  26 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Bolsa Turismo de Lisboa adiada para final de Maio

5 de Março 2020

Após vários cancelamentos, em particular das várias regiões e do próprio turismo de Portugal, a organização da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) decidiu adiar o evento para os dias 27 a 31 de Maio.

“A Fundação AIP, em articulação com o Governo (Ministério da Economia) e as associações mais relevantes no sector do turismo concluíram que, face a este novo enquadramento, deixaram de estar reunidas as condições para poder assegurar a realização da BTL 2020 nas datas originalmente previstas [de 11 a 15 de Março]. Assim, com o objectivo de corresponder aos anseios e necessidades de promoção do sector do turismo, entendeu a Fundação AIP adiar a BTL 2020 para os próximos dias 27 a 31 de Maio”, lê-se num comunicado divulgado hoje.

A Turismo do Centro já tinha admitido cancelar a sua presença neste certame turístico, com Pedro Machado a indicar, esta manhã, na Rádio Regional do Centro, que, perante as recomendações da Direcção-Geral de Saúde, “manda o bom senso que se evite o aglomerado de pessoas que possam, de alguma forma, comprometer ou aumentar a disseminação da doença”. O responsável referiu, ainda, que também na Europa, muitas outras grandes feiras internacionais foram canceladas ou adiadas, pelo que se está a agir pela “prudência” e não pelo “alarmismo exagerado”.

Neste seguimento, a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra também confirmou o cancelamento da sua presença no evento, “por uma questão de prevenção”, mas mantendo-se a “implementar a sua estratégia de promoção dos produtos e recursos turísticos do seu território, em articulação com os actores envolvidos em todo o processo, pelas mais diversas formas, no âmbito da sua estratégia territorial”.

Ainda hoje, em Fátima, a secretária de Estado do Turismo dizia que estava a ser tentado o adiamento, mas era uma “situação complexa”, por ser “um evento importante, deu muito ao turismo, dará, seguramente, muito mais ao turismo”.

Rita Marques reconheceu que “a época da Páscoa e o maio mariano [peregrinação a Fátima] são importantes para o sector”, mas apontou para as medidas que o Governo está a preparar “para fazer face à crise, nomeadamente a linha de crédito anunciada na quarta-feira pelo primeiro-ministro no Parlamento”.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com